CAMPUS:
Presidente Prudente Jaú
Telefone 0800 771 5533

Você está em: Notícias

Acadêmicos transformam bicicletas convencionais em elétricas

Veículos ciclomotores foram apresentados no 3ª Concurso de Bicicleta Elétrica da universidade


email facebook twitter whatsapp

Foto: Gabriela Oliveira Acadêmicos transformam bicicletas convencionais em elétricas
Equipes aproveitaram laboratórios para o desenvolvimento das bicicletas

Em apenas um semestre, os acadêmicos do 1º termo de Engenharia Elétrica da Unoeste, juntaram tudo o que aprenderam sobre física, geometria, cálculo e computação em um desafio: produzir uma bicicleta elétrica. O resultado dessa proposta foi apresentado no 3º Concurso de Bicicletas Elétricas, realizado na noite desta terça-feira (12).

De acordo com o coordenador do curso e responsável pela iniciativa, Cesar Daltoé Berci, os estudantes dividiram-se em oito equipes que, para alcançar o objetivo principal, tiveram que agregar os conhecimentos teóricos e práticos vistos em sala de aula, por meio de várias disciplinas. “Uma das novidades foi a transformação dessa ação em um projeto integrador e a outra é que os estudantes tiveram que elaborar vídeos que revelassem como foram as montagens dos veículos ciclomotores”.

Ele lembra que a primeira reação dos alunos em relação a este desafio é de surpresa, já que estão apenas no início do curso. “Por outro lado, eles vivenciam experiências muito práticas dentro ou fora dos laboratórios que serão ambientes de aprendizado nos próximos termos. Além disso, são trabalhadas competências importantes para a formação profissional como o trabalho em equipe e a liderança”. Acrescenta que, outra habilidade articulada com a produção dos vídeos foi a comunicação visual. “O engenheiro elétrico que possui essa competência incorporada ao seu perfil é diferenciado e pode ter chances significativas no mercado”, pontua Berci.
Foto: Gabriela Oliveira Acadêmicos demonstraram desempenho das bicicletas para avaliação da comissão julgadora
Acadêmicos demonstraram desempenho das bicicletas para avaliação da comissão julgadora

Inovação, originalidade, funcionalidade e conceito geral foram os critérios avaliados pela comissão julgadora formada pelos docentes da graduação. Dessa forma, a dinâmica do campeonato consistiu na apresentação das equipes e de suas respectivas bicicletas. O professor Dr. Fernando Cardoso Fajoni revela que os acadêmicos tiveram um desempenho positivo. “Para muitos, foi a primeira vez que tiveram que lidar com o processo de montagem que resultou em bicicletas interessantes e criativas”. Destaca que algumas equipes se superaram, já que desenvolveram os drivers dos veículos. “Esse equipamento é responsável por controlar a velocidade. Fiquei contente em visualizar o empenho de cada um, que a sua maneira buscou apresentar o melhor”.

Para a aluna Amanda Vieira Gomes Scandelai, a experiência foi desafiadora. “Pegar uma bicicleta convencional e transformá-la em elétrica nos permitiu colocar em prática os conceitos aprendidos nas disciplinas deste termo. Acho muito importante, ter a oportunidade de atrelar o conhecimento técnico ao nosso cotidiano. Espero que nos próximos termos, possamos vivenciar mais atividades assim”, completa.

Bruno Fernando Mota da Silva integrou a equipe vencedora da 3ª edição do campeonato. “Houve muita dedicação e o reconhecimento veio com o primeiro lugar”. Lembra que todos os membros do grupo trabalham durante o dia e estudam à noite. “Isso não foi um empecilho, já que aproveitamos ao máximo cada momento e estamos felizes com o resultado”, conclui.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem