Universidade do Oeste Paulista - 45 Anos

Área do Aluno/Professor

Área do
Aluno/Professor

INFORME CORRETAMENTE SEU RA/MATRÍCULA

ENCONTRE SEU CURSO
FAÇA UMA BUSCA NO SITE
Sua opinião é muito importante. Avalie a página de notícias.
18/08/2017

Biomedicina alcança conceito máximo em avaliação do MEC

Graduação recebeu avaliação in loco pelo órgão federal para a renovação do reconhecimento na última semana

Foto: Marcelo Gomes Biomedicina alcança conceito máximo em avaliação do MEC
Organização didático-pedagógica, corpo docente e tutorial, além de infraestrutura foram avaliados

Formar profissionais na área da saúde é uma grande responsabilidade, tarefa que o curso de Biomedicina vem cumprindo com qualidade excelente. Avaliadores do Ministério da Educação (MEC) concederam ao curso da Unoeste o conceito máximo (5), em avaliação de renovação de reconhecimento. O relatório emitido pelo órgão do governo federal avalia três aspectos principais, tratados como dimensões, são eles: a organização didático-pedagógica, corpo docente e tutorial, além de infraestrutura.
 
“É uma conquista maravilhosa, resultado de um trabalho muito significativo”, afirma o coordenador do curso, Dr. Marcus Vinicius Pimenta Rodrigues. Para ele, os aspectos analisados só comprovam a união de forças para que tudo funcione com excelência, “o projeto pedagógico do curso tem diversas inovações, o estágio é feito por cenários e isso se destacou na avaliação”, explica.
 
O documento do MEC ressaltou ainda o percentual de doutores dentro do corpo docente: 90%. “Além da alta titulação, temos muitos professores que são graduados em Biomedicina, o que facilita na didática”, de acordo com Rodrigues. A infraestrutura é um dos itens mais celebrados pelo docente, já que para os cursos de saúde é fundamental o frequente uso de laboratórios e também da biblioteca, já que a graduação é líder no ranking de retirada de livros. “Isso mostra que trabalhamos de forma unificada com apoio incondicional dos gestores da reitoria, da biblioteca e dos laboratórios e clínicas”, pontua.
 
Foto: Marcelo Gomes Órgão federal avaliou a graduação in loco para renovação de reconhecimento
Órgão federal avaliou a graduação in loco para renovação de reconhecimento
Motivo de orgulho também para quem é aluna, como a Thayná Ruiz Ferreira, do 4º termo, que só tem elogios a fazer ao curso, “é muito bom, muito positivo, a gente se esforça como aluno e vê que os professores se dedicam. A Unoeste é ótima, não falta nada!”. A Thayná é estagiária de pesquisa no Laboratório de Microbiologia, por isso conhece boa parte da estrutura.
 
“O estágio é perfeito, tenho tudo que preciso para trabalhar, sempre tem um técnico à disposição para ajudar e muitos professores do curso são biomédicos, isso nos auxilia. Ter no currículo que estudou numa universidade conceito máximo no MEC é visto com outros olhos, estou muito feliz”, relata. O coordenador do curso celebra a avaliação, mas já pensa em novas estratégias de metodologia. “Aqui somos incansáveis, mais difícil que conseguir a nota é mantê-la, vamos trabalhar ainda mais para isso”, afirma.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste


TODAS AS NOTÍCIAS
Alguma mensagem