Universidade do Oeste Paulista

Área do Aluno/Professor

Área do
Aluno/Professor

INFORME CORRETAMENTE SEU RA/MATRÍCULA

ENCONTRE SEU CURSO
FAÇA UMA BUSCA NO SITE
Sua opinião é muito importante. Avalie a página de notícias.
10/08/2017

Colostomia é tema de workshop voltado a alunos de Enfermagem

Cerca de 230 acadêmicos do 6º ao 8º termo se inscreveram para evento que faz parte do projeto de doutorado da docente Elaine Negri 

Foto: Gustavo Justino Colostomia é tema de workshop voltado a alunos de Enfermagem
Atividades seguem até a próxima sexta-feira (11), no LHabSim

Talvez você não saiba o que significa ser um paciente colostomizado. Trata-se de um enfermo que precisou de uma abertura cirúrgica no abdome para criar um ânus artificial, comum em diversos quadros clínicos. Pela relevância do assunto, o workshop “Assistência de Enfermagem do Paciente Colostomizado” teve início nesta quarta-feira (9) e segue com atividades no Laboratório de Habilidades e Simulação (LHabSim) da Unoeste até sexta (11). A prática simulada com resolução de cenários se mistura a teoria em cerca de 20h de estudos para os participantes.
 
O evento faz parte do projeto do doutorado da professora Elaine Cristina Negri Santos, contabiliza 230 estudantes inscritos, do 6º ao 8º termo do curso de Enfermagem, e conta com a participação ativa da orientadora do projeto, Dra. Alessandra Mazza, da USP de Ribeirão Preto; e do Dr. Rodrigo Guimarães, da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). “Fazemos parte do Grupo de Simulação Clínica Interprofissional, e eventos como esses são importantes para a pesquisa e ensino, sempre pensando em capacitar o aluno para garantir cada vez mais a segurança do paciente”, explica Alessandra.
 
Organizados nas salas do LHabSim, os acadêmicos aprofundaram conhecimentos basicamente em três tipos de técnicas principais: a troca da bolsa de colostomia, a pressão intra-abdominal e a recepção de pacientes na sala de pós-anestésico. Conhecimento diferenciado na visão de Guimarães, “o aluno sai preparado porque intensifica o que foi aprendido na teoria. É uma experiência importante também do ponto de vista desta troca entre universidades pública e privada, gostei bastante da estrutura daqui”, conta.
 
Satisfeita pela realização de um trabalho na área de simulação clínica, que já foi publicado recentemente em revista de alto impacto, a doutoranda Elaine Negri ressalta o aprendizado, a aplicação da metodologia e principalmente o fato dos acadêmicos se interessarem pela atividade. “Tivemos um ótimo número de inscritos, estamos implantando o que existe de mais novo na área de uma forma aprofundada”, pontua.

GALERIA DE FOTOS

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste


TODAS AS NOTÍCIAS
Alguma mensagem