Universidade do Oeste Paulista - 45 Anos

Área do Aluno/Professor

Área do
Aluno/Professor

INFORME CORRETAMENTE SEU RA/MATRÍCULA

ENCONTRE SEU CURSO
FAÇA UMA BUSCA NO SITE
Sua opinião é muito importante. Avalie a página de notícias.
09/08/2017

Projeto recém-incubado na Intepp é selecionado no InovAtiva

Aplicativo para monitorar água em produção rural é desenvolvido por grupo que tem egressos e alunos da Unoeste

Foto: João Paulo Barbosa Projeto recém-incubado na Intepp é selecionado no InovAtiva
Saraiva: “O InovAtiva é um atestado de que o nosso projeto foi validado”

Em velocidade compatível com o avanço tecnológico, um projeto recém-criado e abrigado pela Incubadora Tecnológica de Presidente Prudente (Intepp) foi selecionado pelo programa federal de aceleração para novos negócios, o InovAtiva Brasil. Entre mais de 900 inscritos, o StresScan ficou entre os 255 selecionados para a primeira etapa e seus idealizadores esperam estar entre os 125 que irão para a segunda etapa, ainda este ano.
 
O StresScan é um serviço tecnológico destinado aos produtores rurais, que por meio de um aplicativo de fácil manuseio e custo acessível para todos, faz monitoramento fisiológico de plantas. O líder do grupo, Dr. Gustavo Francisco Rosalin Saraiva, explica que o aplicativo irá aferir a umidade do solo, temperatura do ambiente e da planta, através de um sensor. Com isso, será possível tomar conhecimento de falta de água ou excesso.
 
A iniciativa está voltada para sensibilizar o homem do campo sobre o controle de água em procedimentos de irrigação, inclusive podendo resultar em economia, caso constate o uso a mais que o necessário. Egresso do doutorado em Agronomia na Unoeste, Saraiva entende a seleção pelo InovAtiva como um atestado de validação do projeto que está sendo transformado em empresa. “Nossa ideia é de que até o final deste ano a gente tenha o Produto Mínimo Viável (PMV) para comercializar”, comenta.
 
No InovAtia Brasil, os autores do projeto recebem capacitação e monitoria, proporcionada por especialista. A maior parte do tempo online e duas etapas com encontros presenciais, na Escola de Negócios do Sebrae, em São Paulo. O programa é uma iniciativa do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, juntamente com o Sebrae.  Sua execução é da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi).
 
Saraiva conta que o InovAtiva é um caminho de consolidação do projeto, mas que o grupo tem buscado parceiros e fomento, como ocorre com a submissão à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), para obtenção de financiamento do programa Pesquisas Inovativas para Pequenas Empresas (PIP). O StresScan foi criado durante a 1ª Startup Weekend de Presidente Prudente, realizada em maio deste ano no Centro de Inovação Tecnológica.
 
Além de Saraiva, estão envolvidos no projeto interinstitucional uma egressa e cinco estudantes da Unoeste, além de dois alunos da Fatec. Regina Andrade Saraiva é egressa das Ciências Biológicas; Augusto César Silva Cruz e Maria Carolina Álvares Bagli são alunos da Ciência da Computação; Rudy Sarquis e Luan Tiburcio de Souza são da Engenharia de Produção; Nicolas Domingos Chizzolini e Daniel Nunes Andrade Fernandes são da Gestão Empresarial na Fatec.
 
O gerente da Intepp Luís Horácio Ramos Isique comenta que o projeto StresScan, como parte do doutorado do Saraiva, foi classificado em primeiro lugar na Startup Weekend, com a sua transformação em startup em 54 horas e depois foi recebido na incubadora, passando por melhorias. “O empreendedorismo é um caminho sem volta para a inovação e tecnologia, criar novas empresas em nossa região, aumentar a geração de emprego e renda; para absorver a mão de obra qualificada formada nas instituições de ensino superior e nas escolas de formação técnica”, pontua.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste


TODAS AS NOTÍCIAS
Alguma mensagem