Universidade do Oeste Paulista

Área do Aluno/Professor

Área do
Aluno/Professor

INFORME CORRETAMENTE SEU RA/MATRÍCULA

ENCONTRE SEU CURSO
FAÇA UMA BUSCA NO SITE
Sua opinião é muito importante. Avalie a página de notícias.
05/09/2017

Simpósio realiza atividade de campo no Parque Morro do Diabo

Mestrandos em meio ambiente têm a oportunidade de vivências em reserva inserida no bioma da Mata Atlântica

Foto: Cedida Simpósio realiza atividade de campo no Parque Morro do Diabo
Visitantes contemplam a floresta, vista do alto do Morro do Diabo

Com o propósito em ampliar o debate sobre sustentabilidade urbana e rural, o 5º Simpósio de Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional teve três dias de intensas atividades, culminando com trabalho de campo no Parque Estadual Morro do Diabo, em Teodoro Sampaio, no Pontal do Paranapanema.  Avaliando os resultados alcançados, a Dra. Alba Regina Azevedo Arana disse na manhã desta terça-feira (5) que foi de grande importância os alunos do Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional vivenciarem a área inserida no bioma da Mata Atlântica.
 
Nas condições de geógrafa, pesquisadora e coordenadora do mestrado, Alba falou sobre a relevância de conhecer a flora e fauna do ponto de vista geológico, relacionado ao estudo da origem, história, composição e características; e em relação ao aspecto geomorfológico, que tem a ver com o estudo das formas superficiais de relevo. A organização do evento envolveu o Núcleo de Estudos Ambientais e Geoprocessamento (Neageo), sendo a realização da Unoeste. Além da visita, ocorreram a mesa-redonda, palestra e apresentações de trabalhos em forma de pôster e de comunicação oral.
 
Foto: Cedida Participantes do simpósio no Parque Estadual Morro do Diabo
Participantes do simpósio no Parque Estadual Morro do Diabo
Com o tema “Sustentabilidade Urbana e Rural” a mesa-redonda envolveu os pesquisadores José Rodrigo de Araújo Guimarães, da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp em Botucatu, Edemar Moro, da Faculdade de Ciências Agrárias de Presidente Prudente (Facapp) e Ricardo Augusto da Silva, do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater). A palestra, com abordagem sobre o mesmo tema, foi proferida pelo Dr. Gustavo Maia Souza, da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).
 
Conforme Alba, o simpósio consistiu em um espaço de discussão sobre as principais questões ambientais da região, relacionadas à ampliação da interlocução com a sociedade e proporcionando fomento à execução de projetos científicos, novos e em andamento, além de promover extensão para atender demandas sociais. As atividades realizadas no campus II da Unoeste ocuparam dois espaços: Torre de Cristal e auditório Cerejeiras. “O simpósio atingiu os objetivos”, afirmou. O simpósio começou na quinta-feira (31) e terminou no último sábado (2).  

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste


TODAS AS NOTÍCIAS
Alguma mensagem