CAMPUS:
Presidente Prudente Jaú
Telefone 0800 771 5533

Você está em: Notícias

Som na caixa! Semana de Música realiza encontro de egressos

Desde 2011, curso já formou nove turmas e, pela primeira vez, realiza encontro de ex-alunos durante a jornada


email facebook twitter whatsapp

Foto: Gustavo Justino Som na caixa! Semana de Música realiza encontro de egressos
Trilha sonora! Acadêmicos se dividem em grupos para apresentações artísticas diárias

A música embalou a vida do João Wesley Zengo, 30, num sopro. Não só no sopro da flauta, mas também no toque dos instrumentos de percussão. Ele ensina música em três colégios particulares. Do ensino infantil, de 2 a 6 anos, onde educa com brincadeiras lúdicas ensinando desde melodias a confecção de instrumentos com material reciclável até o ensino fundamental e médio, da história da música até a musicalização de forma geral. O João atribui a sua profissão ao que aprendeu na Unoeste. “Sem o curso não estaria empregado, me deu todo o suporte. Se não tivesse feito, não estaria ensinando música da maneira correta para os alunos”, afirma o egresso de 2014.
 
O curso de licenciatura em Música da Unoeste começou em 2011 e, desde então, nove turmas se formaram. Em 2018, de forma inédita, realiza o 1º Encontro de Egressos, atividade que integra a Jornada de Música, que acontece de 10 a 13 de setembro, no Auditório Buriti, campus II. Oportunidade de enxergar o futuro, de acordo com Valter Luiz Trevisan, coordenador do curso desde o início, que tem 36 anos de universidade. “A música faz parte do desenvolvimento do ser humano. Temos muitos alunos bons que saíram daqui e conseguiram colocação com facilidade”, conta.
 
Exemplos como da egressa Taiane Helena Arrigoni Miele, 28, popularmente conhecida por “Tata Miele”. Cantora, produtora musical e proprietária de um ateliê de música especializado no público baby, desde a barriga até a terceira idade. “A universidade abriu um leque de opções. Despertou para um universo musical produtivo, satisfatório e rentável”, explica. A Tata espera colaborar com os estudantes que estão trilhando a trajetória musical. “Fico imensamente lisonjeada de participar. Tenho enorme respeito e gratidão pela Unoeste”, destaca a cantora.
 
Abertura
Além do encontro, a jornada de Música tem oficinas, apresentações musicais realizadas pelos alunos diariamente e palestra, como a realizada na abertura do evento, na noite dessa segunda-feira (10). “A historiografia musical brasileira” foi o tema abordado pela doutoranda Sabrina Laurelee Schulz Tófollo, docente da Universidade Estadual de Maringá (UEM). “A música amadora é muito importante, mas para o mundo científico, a bibliografia é fundamental. Até pela parte técnica e historiográfica”, ressalta.
 
A Sabrina foi professora do curso de Música de 2012 a 2015, encontrou algumas caras conhecidas e falou da satisfação de retornar. “Saí para fazer o doutorado, mas a academia é minha vida. É muito emocionante voltar aqui, estou até um pouco nervosa. Já participei da organização de eventos como esse, sei bem como é”, detalha a palestrante.
 
A jornada tem apresentações musicais todos os dias a partir das 19h. Segue a programação:
 
- Terça-feira (11), na sala 421, Bloco B4: oficina “A linguagem musical infantil e nas séries iniciadas do Ensino Fundamental I: perspectivas e possibilidades” com o professor Everton Tomiazzi.
 
- Quarta-feira (12), Auditório Buriti: oficina “Sinestesia e música” com a docente Sheila Franceschini.
 
- Quinta-feira (13), Auditório Buriti: 1º Encontro de Egressos do Curso de Licenciatura em Música da Unoeste.

Foto: Gustavo Justino Professora da UEM (PR), Sabrina Schulz, ministrou palestra sobre a historiografia musical brasileira
Professora da UEM (PR), Sabrina Schulz, ministrou palestra sobre a historiografia musical brasileira

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem