CAMPUS:
Telefone 0800 771 5533
Você está em: Notícias

Anjos da Unoeste participam da primeira atividade

“Trabalho voluntário: uma injeção de ânimo” foi o tema da capacitação


email facebook twitter whatsapp

Foto: Mariana Tavares Anjos da Unoeste participam da primeira atividade
Anjos da Unoeste na primeira capacitação, nessa terça-feira no Teatro César Cava

“Trabalho voluntário: uma injeção de ânimo” foi o tema da primeira capacitação do programa Anjos da Unoeste, realizada nessa terça-feira (23). A atividade foi conduzida pelas psicólogas e professoras Dra. Regina Gioconda de Andrade e Ana Paula Fabrin, no Teatro César Cava, campus I de Presidente Prudente, com transmissão simultânea para o campus II, Jaú e Guarujá. Ao todo, a iniciativa já conta com quase 460 inscritos, entre alunos, docentes e funcionários da universidade.
 
O programa visa criar uma rede de apoio e autoconhecimento por meio do trabalho voluntário, onde a própria comunidade acadêmica será capacitada a realizar atendimentos humanizados dentro e fora da universidade. “O trabalho voluntário é uma via de mão dupla, ao mesmo tempo em que você doa, você também recebe em troca. Recebe amizades, conhecimento e principalmente felicidade”, aponta a Dra. Regina.
 
Nesse primeiro encontro, a professora conta que a ideia foi falar um pouco sobre o que é voluntariado, o que a pessoa pode encontrar exercendo essa atividade e o que ela pode esperar, além de ampliar a visão do assunto. Os interessados em participar podem fazer a inscrição pelo sistema on-line, onde é possível escolher a área de maior afinidade. As entidades que necessitam de pessoas para ajudar em seus projetos sociais também podem fazer a solicitação pelo mesmo site.
Foto: Mariana Tavares Professoras Ana Paula Fabrin e Regina Gioconda de Andrade conduziram a atividade
Professoras Ana Paula Fabrin e Regina Gioconda de Andrade conduziram a atividade

As irmãs Beatriz, 18, e Bárbara Torquato Domingues, 20, participaram da capacitação e manifestaram empolgação em começar os trabalhos. Beatriz, do 3º termo de Biomedicina, conta que em sua cidade natal, Mirante do Paranapanema (SP), já desenvolvia um trabalho com crianças por meio do projeto Infância Missionária, da igreja que frequenta. “Eu sempre gostei, e quando vim para Prudente isso me fez falta, então esse programa me interessou bastante, pois o trabalho voluntário me faz bem, me sinto realizada”, frisa. Bárbara, do 5º termo de Medicina, relata que no seu curso os acadêmicos já realizam um trabalho com a comunidade desde o início, nos mutirões de saúde e unidades básicas de saúde. “Eu já gosto desse contato com as pessoas, mas eu ainda quero fazer mais!”.
 
Lara Antonia de Oliveira, 20, do 3º termo de Radiologia, lembra que já fez maquiagem infantil em uma ação na comunidade, o que a deixou muito satisfeita. “É gratificante ver as crianças felizes com tão pouco que podemos oferecer. Quero ser voluntária!”. A aluna da Biomedicina Gabrielle Messias, 20, afirma que o projeto veio em boa hora. “Uma oportunidade, pois já queria participar como voluntária em qualquer área. Ter esse incentivo na universidade é muito bacana, principalmente para quem escolhe a área da saúde”.

GALERIA DE FOTOS

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem