CAMPUS:
Telefone 0800 771 5533
Você está em: Notícias

Aplicativos integram a tecnologia com serviços farmacêuticos

Alunos dos 7º e 9º termos do curso de Farmácia apresentaram as ideias de 11 apps durante o 1º Workshop de Empreendedorismo da graduação


email facebook twitter whatsapp

Foto: Gabriela Oliveira Aplicativos integram a tecnologia com serviços farmacêuticos
Inovação: universitários trouxeram ideias que podem ser aplicadas no universo farmacêutico

Locomoção, entretenimento e alimentação são alguns dos serviços que temos na palma das mãos por meio das dezenas de aplicativos instalados no celular. Pensando justamente nessa tendência, os acadêmicos do curso de Farmácia da Unoeste apresentaram ideias de apps direcionados ao cuidado farmacêutico com o 1º Workshop de Empreendedorismo da graduação. A iniciativa realizada nesta segunda-feira (20), no Teatro César Cava, campus I da universidade, envolveu os acadêmicos do 7º e 9º termos e contou com a presença de ex-alunos, professores, convidados externos e integrantes da comunidade.
 
O docente responsável pela atividade, Hernani Cesar Barbosa Santos, conta que as propostas foram desenvolvidas por meio da disciplina Integradora II, que tem o objetivo de agregar o conhecimento multidisciplinar. “A tecnologia e a integração das áreas estão gerando novas oportunidades de emprego e a nossa intenção foi mostrar para esses futuros profissionais que eles podem aplicar as habilidades farmacêuticas nesse cenário inovador”, diz.
 
Explica que o workshop marca o encerramento de um trabalho que envolveu várias etapas. “Abordei vários aspectos com os estudantes, desde mapa mental, a importância das ideias e a metodologia Canvas de desenvolvimento de negócios”. Para o professor, as apresentações trouxeram soluções reais para várias situações do cenário farmacêutico. “O propósito inicial foi isso e, também, aumentar a cultura empreendedora na universidade, pois além de oferecer o embasamento técnico, temos que dar condições para que o acadêmico desenvolva a sua identidade profissional no mercado”.
 
Bárbara Aline de Souza Araujo é do 9º termo noturno e apresentou com o seu grupo o Pet Easy Life, um aplicativo e-commerce completo com produtos e serviços do mercado pet. “O farmacêutico pode atuar nesse nicho, por isso buscamos uma forma de agregar esses dois segmentos”, diz. Conta que é a primeira vez que se apresenta em público. “Essa experiência pode ajudar a me preparar para situações futuras. Já o envolvimento na idealização desse projeto ajudou a desenvolver o meu olhar empreendedor”, relata.
 
Claudieliton Camargo cursa o 7º termo integral e expôs com os colegas de turma o TrHIV. “Apresentamos a ideia de uma plataforma on-line que permite o rastreio sistematizado do HIV, a triagem dos casos positivos por um profissional habilitado e o levantamento de indicadores sobre esse vírus. A integração entre o conhecimento técnico e a inovação me trouxe outro olhar e novas perspectivas sobre a minha atuação”, conclui.

Foto: Gabriela Oliveira Acadêmicos e docentes envolvidos na iniciativa
Acadêmicos e docentes envolvidos na iniciativa
 
Além da plateia formada por ex-alunos, amigos, familiares e professores, os acadêmicos apresentaram as ideias para um grupo formado por docentes e convidados externos que deram um feedback sobre essas propostas. Diego Andreasi, gerente da Incubadora Tecnológica de Presidente Prudente (Intepp), comenta que as apresentações foram excelentes. “Mais importante do que o produto final é a jornada. Esses estudantes passaram por inúmeros desafios que desenvolveram neles a competência empreendedora e, consequentemente, outras habilidades, como falar em público, trabalhar em equipe e a busca por dados e informações de mercado. Todo esse processo é muito interessante e poderá ser aproveitado no dia a dia desses futuros farmacêuticos”, avalia.
 
Bianca Volpe Merotti e Camila Ruane formaram-se em 2017 e aproveitaram essa atividade para conhecer possíveis tendências para o setor farmacêutico. “O tema me interessou, pois trouxe ideias que podem ser aproveitadas na vida real”, diz Camila. Para Bianca, o evento também oportunizou novos conhecimentos. “É uma oportunidade de rever nossos professores que agora são colegas de profissão e, também, atualizar sobre alguns conceitos ou informações da nossa área”, conclui.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem