CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Professor está em todas as fases de formação do ser humano

Unoeste comemora o 15 de outubro e resgata a importância deste profissional em todos os níveis da educação


email facebook twitter whatsapp Linkedin

Foto: Marketing Unoeste Professor está em todas as fases de formação do ser humano
Dia do Professor é comemorado no dia 15 de outubro

O processo de alfabetização de uma criança inicia-se muito antes dos seus primeiros passos. Para se ter uma ideia, o simples gesto de colocar uma música para o bebê ouvir ainda durante a gestação é um ato de alfabetização, ressalta a Dra. Danielle Aparecida do Nascimento dos Santos, coordenadora dos cursos de Pedagogia presencial e EAD da Unoeste. Mas, segundo ela, quando a criança é inserida em um contexto social de convivência e aprendizados formativos, quem assume o papel de promover a troca de experiências é o professor. Nesse sentido, esse profissional atua como um mediador, um elo entre o ser humano e sua aprendizagem, por meio das interações com os objetos a sua volta. Certo é que muita coisa mudou na educação, mas a figura do educador permanece essencial em todas as fases.  Nesta sexta-feira (15), comemora-se o Dia do Professor.

No mês de outubro duas datas são representativas da comemoração do ser professor, já que no dia 5 a Unesco celebra o Dia Mundial dos Professores. De acordo com o último Censo Escolar, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 2,2 milhões professores estão em atividade na educação básica. O ensino fundamental concentra a maior parte dos profissionais: 1,4 milhão. Já no ensino superior o número chega a 386 mil profissionais que atendem as diversas áreas do conhecimento.

A professora doutora Danielle afirma que o professor participa de todas as fases de formação social do ser humano. “Desde que somos bebês, na infância, na adolescência e ainda na vida adulta a figura do professor está entrelaçada com a do seus alunos”. A docente explica como se dá o papel do profissional perante a formação de cada fase. “Na vida dos bebês, a aprendizagem se dá majoritariamente por imitação e observação, por isso é importante que o professor enriqueça o ambiente de aprendizagem com brinquedos e muita contação de histórias, o chamado faz-de-conta, denomine as coisas ao redor do bebê, denomine quantidades”. 

Na fase da infância até a adolescência, o professor atua no sentido de fortalecer ações que serão empregadas por toda a vida. “Estimular a criança a falar, ser ouvida, elaborar opiniões sobre os diferentes assuntos, conviver e compartilhar ideias com os seus amiguinhos, fazer contagens, brincar com formas, oferecer estímulo ainda maior à leitura, criar com a criança experimentos práticos (quem não se lembra da experiência com o feijãozinho?) e a auxiliar a experimentar diferentes manifestações da arte como desenho, música, dança, visita a museus e outros ambientes que despertem a valorização da cultura”, explica a docente. 

Já na adolescência, onde existe a competência para a compreensão de situações mais abstratas, a Dra. Danielle frisa que o papel do professor é garantir ao máximo o exercício da autonomia. “É nessa fase que é superimportante trazer experiências mais significativas de desenvolvimento de hipóteses, ou seja, aprendizagem por autoria, feira de ciências, contato com cinema, música, artes visuais, debates, gamificação, uso das tecnologias e pesquisa científica. Dessa maneira, o adolescente é preparado para lidar com as suas escolhas e posicionamento no mundo e chega à vida adulta com maiores e melhores possibilidades de desenvolvimento de uma aprendizagem ao longo da vida”, ressalta. 

Conforme a docente, na vida adulta, as experiências de aprendizagem são auxiliadas pelo professor como um orientador. “Nessa fase o professor é quem mostra os caminhos específicos para a vivência da cidadania. Por isso, é sempre bom lembrar da velha frase: dentistas, médicos, advogados, engenheiros, enfim, todas as profissões, tem o seu valor. Porém, é inegável a contribuição de um professor para todas elas. Todo dia é dia de celebrar o valor que o professor agrega em nossas vidas”, finaliza.

Unoeste: 49 anos formando professores

A Unoeste nasceu com o intuito de formar professores para Presidente Prudente e região. Em 1972, com o decreto que autorizava o funcionamento da Faculdade de Artes, Ciências, Letras e Educação de Presidente Prudente (Faclepp), a Associação Prudentina de Educação e Cultura (Apec) iniciava sua história com três licenciaturas: Estudos Sociais, Letras e Pedagogia. Hoje são 12 licenciaturas e milhares de professores formados pela Unoeste. 

Isso é Unoeste

A Unoeste oferece mais de 100 cursos de graduação, presenciais e EAD, em todas as áreas do conhecimento. O maior Concurso de Bolsas da região está com inscrições abertas para cursos presenciais. Clique aqui e confira todas as oportunidades do Vestibular Unoeste.    

 

 

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem