Unoeste

×

Apresentação

O turismo de observação de aves (Birdwatching) é um segmento do ecoturismo que traz a possibilidade de geração de renda, ao mesmo tempo em que promove a conscientização ambiental local e ampara o uso sustentado dos recursos naturais. Apesar de sua ascensão no Brasil, ainda são poucos os municípios e empreendedores que reconhecem e investem nesta nova forma de lazer.
O birdwatching era considerada por Andrade (1997) como uma atividade que se resumia em “colecionar avistagens”. Hoje, Komesu (2018, comunicação pessoal) considera que: “as pessoas dedicam uma parte do seu tempo para observar com binóculo e ou fotografar e identificar a ave vista. Muitas pessoas também compartilham a informação e/ou a foto nas redes sociais e em sites específicos para esse fim, contribuindo para a ciência cidadã”. A observação realizada na natureza promove uma gratificante atividade de lazer e descontração, proporcionando aos praticantes recompensas intelectuais, recreativas e científicas (Andrade, 1997, Komesu, 2018).
Há 10 anos atrás eram poucos os praticantes desta atividade, bem como locais com infraestrutura para esta prática, isto se devia, em parte, à grande deficiência de guias especializados, e, principalmente, à falta de uma iniciativa que estimulasse promover esta atividade por meio da educação ambiental.
A fragmentação das paisagens naturais diminui a qualidade e a quantidade de recursos disponíveis, fazendo com que muitas espécies silvestres busquem refúgio, abrigo, alimentação, locais para nidificação e poleiros em praças, parques e jardins botânicos (Gavareski, 1976; Gilbert, 1989; Matarazzo, 1995; Souza, 1995, Franchin e Marçal Júnior, 2004). Aves são animais ideais para avaliar o efeito dessas pressões ambientais, já que são diversificados e conspícuos, além de constituírem importantes indicadores da qualidade ambiental (Andrade, 1997; Argel-de-Oliveira, 1996; Blair, 1982; Hermy e Cornelis, 2000).
Em Presidente Prudente existem vários fragmentos de mata nativa ou secundária, com potencial para a observação de aves e ainda não inventariadas, no intuito de despertar essa atividade para contribuição da ciência cidadã está sendo planejada essa prática de observação de aves para toda comunidade.

OBJETIVO
Realizar uma manhã de observação de aves, com finalidade de estimular esse tipo de atividade turística nas áreas urbanas do município de Presidente Prudente e colaborar com o monitoramento de aves da área, através de “ciência cidadã”.

METAS
- Despertar o interesse da comunidade local e regional na pratica de observação de aves;
- Contribuir para o monitoramento e registro de espécies listadas para o município;
- Fazer uma publicação das aves observadas no evento;

LOCAL
Parque Ecológico Cidade das Crianças, Presidente Prudente-SP

INSCRIÇÔES GRATUITAS
Emissão de certificado de participação - 10 horas.

ORGANIZADORES
- André Gonçalves Vieira - Prefeitura Municipal de Presidente Prudente
- Me Andrea Pires Soares - Instituto Florestal de São Paulo
- Dr Helder Henrique de Faria - Instituto Florestal de São Paulo
- Itamar Cavalcante - Prefeitura Municipal de Presidente Prudente
- Me Luiz Waldemar de Oliveira - Curso de Ciências Biológicas - Unoeste
- Marcos Silva - SAVE Brasil
- Nelson Bugalho - Prefeitura Municipal de Presidente Prudente
- Dr Paulo Antonio da Silva - Curso de Ciências Biológicas - Unoeste
- Dr Rondinelle A. Simões Salomão - Curso de Ciências Biológicas - Unoeste
- Dr Silverio Takao Hosomi - Curso de Ciências Biológicas - Unoeste

Programação

Inscrição

Clique aqui e inscreva-se no evento
Visualizar informações a respeito da inscrição / Inscreva-se nas atividades/ Emitir segunda via

Valores da Inscrição

Contato

Prof. Dr. Silvério Takao Hosomi - Coordenador do curso de Ciências Biológicas - UNOESTE (Licenciatura/Bacharelado)
E-mail: takao@unoeste.br