Você está em: Unoeste » PRPPG » Notícia

Doação de brinquedos anima pacientes do Hospital do Câncer

Crianças e adolescentes em tratamento contra a doença foram até a sede da OAB em Prudente e receberam presentes arrecadados na Unoeste

Gustavo Justino
Crianças e adolescentes em tratamento no Hospital do Câncer foram presenteados

Com sete meses de vida, a Raíssa Gabriela da Paz precisou de cirurgia para retirar um tumor no ovário; hoje, com 1 ano de idade, ela faz uma sessão de quimioterapia por mês, um tratamento pesado. Mas na manhã desta quarta-feira (6), a pequena saiu um pouco da rotina. Ao lado de outras crianças e adolescentes, todos pacientes do Hospital Regional do Câncer (HRC) de Presidente Prudente, a Raíssa veio com a família receber presentes e se divertir num evento alusivo ao Natal realizado na 29ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
 
A maior universidade do oeste paulista juntamente com a Comissão da Jovem Advocacia (CJA) da OAB e o Hospital do Câncer foram os responsáveis pelo evento. Acadêmicos e professores da Unoeste não mediram esforços para arrecadar os presentes e organizar o nome de cada paciente para a doação. “Viemos com muito carinho, é um prazer estar junto das famílias para, quem sabe, amenizar um pouco da dor desse tratamento tão duro”, explica a docente Cecília Emília de Oliveira Creste, que já pensa em mais ações vinculadas ao HRC. “Já temos mais projetos cadastrados para 2018, fico até sem palavras para expressar o que significa”.
 
Enquanto alguns acadêmicos realizavam a entrega dos brinquedos, outros, vestidos de palhaços, tocavam canções e interagiam com os 21 pacientes, 18 irmãos, além de familiares presentes. Motivo de satisfação para a coordenadora de humanização do HRC Emilia Sumiko. “É um trabalho bem delicado, são tantas coisas que acontecem no dia a dia. O acompanhamento e tratamento são pesados, e esse tipo de ação ameniza o sofrimento”, conta Emilia, que elogiou o esforço diário dos voluntários e enfermeiras.
 
[imagem_centro] O trajeto das crianças para a OAB foi feito com um ônibus disponibilizado pela CJA, eles são também os responsáveis pelos quitutes e toda estrutura do evento. “É uma emoção muito grande poder fazer alguma coisa, vê-los aqui é motivo de felicidade”, afirma o vice-presidente da OAB, Wesley Cardoso Cotini, membro da CJA, e que classifica a solidariedade como uma das prioridades da gestão atual da entidade.
 
A Célia Queiroz Casado, 36 anos, é mãe da Giulia Beatriz Casado Pires, de 7, e descobriu que a filha tinha um hemangioma interno – um tipo de câncer - com apenas 15 dias de vida. “Fiquei desesperada no início, larguei o emprego, mas ver os casos de outras famílias me fez entender que o da Giulia não era tão grave”, conta Célia. E mesmo sabendo que a filha vai precisar fazer acompanhamento até os 18 anos de idade, a família Casado está feliz. “Sou muito grata por tudo, esse dia está sendo muito especial”.

Ultimas Notícias