English

Você está em: Unoeste » Notícia

17/9/2009

Projeto Fazendo Minha História auxilia crianças em abrigos

Intuito do programa é retratar trajetória de vida de crianças e adolescentes em álbuns ilustrativos

  • Foto: Assessoria de Imprensa/Unoeste
    Professores, acadêmicos e ex-alunos participaram ontem (16) à noite, no Auditório Azaléia da palestra História de Vida: Identidade e Proteção


As psicólogas Isabel Penteado e Débora Vigevani, representantes do Instituto Fazendo Minha História, ministraram ontem à noite (16), no Auditório Azaléia, Campus II, a palestra História de Vida: Identidade e Proteção.

O evento, que foi promovido pelo Curso de Psicologia da Unoeste, abordou aos ex-alunos, acadêmicos e professores participantes, a importância do projeto para crianças e adolescentes que vivem em abrigos. “É uma forma de retratar em álbuns com textos e fotos, toda a trajetória de vida e, assim, entender melhor sua história”, explicou Isabel.

A responsável técnica do projeto revelou ainda que muitas vezes as crianças não sabem os motivos do abrigamento. “Quando não são oferecidos recursos para que elas compreendam melhor sua história, sua identidade pode ser moldada por fantasias. Então, é obrigação do adulto ajudá-las nessa compreensão”.

Débora informou que hoje, no Brasil, estima-se que 20 mil crianças vivam em abrigos. “Desse número apenas 5% são de fato órfãos e, na maioria das vezes, as causas do abandono são negligência, violência e miséria”. Ela ponderou ainda que a maneira como as crianças se separam das famílias pode configurar para sempre casos de violência.

A diretora do Curso de Psicologia da Unoeste, Regina Gioconda de Andrade, destacou a importância dos alunos conhecerem e se informarem sobre a realidade de crianças e adolescentes em abrigos. “A palestra está vinculada a uma capacitação dos alunos para que eles possam ingressar em um projeto de extensão. Além da formação profissional, os alunos poderão auxiliar uma parcela da sociedade tão necessitada de ajuda, orientação e apoio”.

Em Presidente Prudente, as psicólogas do Instituto buscam treinar voluntários para desenvolverem o programa com as cerca de 70 crianças que vivem no Lar dos Meninos e Lar Santa Filomena. As atividades prosseguiram hoje (17), com instruções aos futuros voluntários e amanhã (18), na Casa do Médico, das 9h às 11h30, haverá uma palestra para profissionais da área de Direito, Psicologia, Serviço Social e também para conselheiros e diretores de abrigos da cidade e região.

O Instituto Fazendo História é uma ONG (organização não-governamental) que atua em São Paulo desde 2005 e atualmente atende cerca de 40 abrigos no Estado. Além do projeto Fazendo Minha História, que existe desde 2002, o Instituto também conta com os programas Perspectivas, Com Tato e Palavra de Bebê.

A entrada na palestra promovida na Unoeste foi 1 kg de alimento não-perecível. As arrecadações serão entregues aos abrigos citados.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste


Veja mais notícias:

Pesquisar por:
Pesquisar por:


Notícias do mês de FEVEREIRO DE 2015:

27/02/2015Teoria da paisagem é indicada na escolha de área para aterro
27/02/2015Alunos ingressantes de 2015 têm curso obrigatório para fazer
27/02/2015Software pode contribuir no combate à pornografia infantil
26/02/2015Assentados são carentes de planejamento e prática ambientais
26/02/2015Estudantes conhecem HR e trabalho dos Acadêmicos da Alegria
26/02/2015Uso de produtos químicos contra praga gera perdas auditivas
26/02/2015Mestrado em Educação: nova turma tem alunos de 13 cidades
25/02/2015Acadêmicos de Medicina são orientados sobre acuidade visual
25/02/2015Aposentada supera depressão em programa extensivo de saúde
25/02/2015Semana das Ligas Acadêmicas de Medicina busca novos adeptos
25/02/2015Inscrições do Campeonato Intercalouros vão até 2 de março
24/02/2015Estudo analisa projeto político-pedagógico para o direito
24/02/2015Pesquisa avalia pacientes com hepatite B crônica
24/02/2015Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal recebe inscrições
23/02/2015Especialização atende carência no segmento de aplicativos
23/02/2015Unoeste amplia atendimento jurídico à população carente
19/02/2015Atividades extensivas resultam em benefícios ao Projeto Guri
19/02/2015Interessado em iniciação científica tem nova chance de bolsa
13/02/2015Entenda as mudanças que o governo está fazendo no Fies
13/02/2015Formados em Informática criam app com itinerários de ônibus
13/02/2015HR chega à maioridade sendo fundamental para a região
12/02/2015Pesquisa ajuda na ampliação do rebanho nacional de búfalos
12/02/2015Biomédicos têm amplo mercado de trabalho e rápida inserção
12/02/2015Luta pela saúde renal leva exame laboratorial à zona leste
11/02/2015Intepp acolhe projetos de inovações em games e no comércio
11/02/2015Uso diário de probiótico reduz impacto de substância tóxica
10/02/2015Plano de trabalho é ponto de partida de convênio com o Itesp
10/02/2015Curso de Libras de 60 horas inicia segundo módulo
09/02/2015Rede de Bibliotecas da Unoeste oferece diferentes serviços
09/02/2015Estudo científico avalia competência ambiental do município
06/02/2015Avançam conversas sobre criação de centro de doenças raras
05/02/2015Instrução de jovens aprendizes inclui questões ambientais
05/02/2015Intercâmbio amplia visão de mundo e estimula novos desafios
05/02/2015Doações, propostas esportiva e ambiental mobilizam alunos
04/02/2015Programa institucional motiva visita de escolares à Unoeste
04/02/2015Caravana da Saúde será realizada pelo oitavo ano consecutivo
03/02/2015Projetos de extensão proporcionam conviver com a realidade
03/02/2015Calouros dos novos cursos integram ações diferenciadas
03/02/2015“Selfies” é tema abordado por renomada crítica de fotografia
02/02/2015Inscrição no mestrado e doutorado em Agronomia está no final
02/02/2015Aulas de 2015 na Unoeste começam com ações solidárias
02/02/2015Oficina pedagógica para novos professores inclui colombiano