INÍCIO        TABELA
 
37º Campeonato Intercalouros - 2017


Reunião com os representantes dos cursos – dia 17 de fevereiro – 16h00 – Ginásio de Esportes (CI).


O aluno poderá jogar mediante a apresentação da carteira de identficação da Unoeste contendo foto, R.A e nome.

Das Inscrições: até 23 de FEVEREIRO, às 18h00 (entregar na Coordenadoria de Esportes).

Deverão ser feitas em uma ficha de inscrição que serão entregues na reunião técnica, dizendo somente as modalidades em que irão participar. Considerar-se-ão em condições de jogo para participar das competições todos os alunos regularmente matriculados nos cursos da Universidade. 

Início da Competição: 07 de Março

Ocorrências:

Cursos suspensos das seguintes modalidades:

  • Futsal (feminino): Agronomia
  • Xadrez: Ciências Contábeis e Enfermagem
  • Tênis de Mesa (masculino): Radiologia
  • Natação (masculino): Educação Física

Ficou estabelecido na reunião técnica com os representantes de cursos que o curso participante que der WO em uma determinada modalidade será desclassificado das demais e não poderá participar da mesma na próxima edição do INTERCURSOS

Locais das Competições

  • Ginásio De Esportes;
  • Chacara Da Zootecnia;
  • Piscina Do Campus I.
CAPÍTULO I

DAS FINALIDADES

Art. 1 º– Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem as disputas das Competições Oficiais Masculinas e Femininas da Coordenadoria de Esportes da UNOESTE.

Art. 2 º - Os D.As ou Atléticas que participarem desta competição são conhecedoras das leis das Federações e deste Regulamento e assim concordam expressamente, submetendo-se sem reserva alguma, a todas as suas disposições e as consequências que eles possam emanar.

Art. 3 º - As Competições Oficiais masculinas e femininas, reunindo as equipes representativas dos Cursos tem por finalidades:

  •  Proporcionar o intercâmbio entre os cursos como forma de lazer e disciplina desenvolvendo as habilidades desportivas e sua integração no meio a que pertence.
  •  Integração global na modalidade escolhida, além de integrar os colegas de outros cursos e do mesmo curso com a atividade física.
CAPÍTULO II

DA ORGANIZAÇÃO

Art. 4 º - A Coordenadoria de Esportes da Unoeste , ficará responsável pela organização do 35º INTERCALOUROS 2015.

CAPÍTULO III

DO REGULAMENTO TÉCNICO: Para contagem Geral dos Pontos por Modalidade :

  • 13 pontos para o 1º. Lugar
  • 09 pontos para o 2º. Lugar
  • 07 pontos para o 3º. Lugar
  • 05 ponto para o 4º. Lugar
CAPÍTUL IV

DAS MODALIDADES: PARA REALIZAÇÃO NO MÍNIMO 06 CURSOS INSCRITOS.

» FUTSAL FEMININO - 2X12 (corrido) - 12 atletas;
» FUTSAL MASCULINO - 2X15 (corrido) - 12 atletas;
» VOLEI FEMININO - 3 SETS - 25 PONTOS - 12 atletas;
» VOLEI MASCULINO - 3 SETS - 25 PONTOS - 12 atletas;
» NATAÇÃO MASCULINO E FEMININO: provas – 50 mts borboleta/50 mts costa/50mts peito/50 mts livre/100 mts medley/4x50mts livre - 02 ATLETAS POR PROVA, CADA ATLETA PODE NADAR DUAS PROVAS MAIS O REVEZAMENTO (misto); 
» TÊNIS DE MESA MASCULINO - 3 sets de 11 pontos - 3 atletas; 
» TÊNIS DE MESA FEMININO - 3 sets de 11 pontos - 3 atletas; 
» XADREZ MISTO - melhor de três partidas - 7min / 7min - 3 atletas; 
» FUTEBOL CAMPO - 2 X 25 - 15 ATLETAS. 

Art.5º. – Transferência de jogos.
É vedada a transferência de jogos, exceto comum acordo com os cursos interessados. O comum acordo deverá ser por escrito e assinado pelas equipes interessadas, devendo dar entrada na Coordenadoria de Esportes Unoeste 48 horas antes do jogo.
Caberá a Coordenadoria de Esportes a decisão final para transferência.

Art.6º. Toda partida que seja suspensa por qualquer motivo, realizar-se-á em data a ser marcada pela Coordenadoria de Esportes.

Art.7º. O curso que der W.O SERÁ AUTOMATICAMENTE  DESCLASSIFICADO de todas as demais modalidades e não poderá participar da modalidade no próximo evento. Será considerado W.0, sempre que uma ou duas equipes não se apresentarem no horário determinado pela Coordenadoria de Esportes, para o jogo, somente no 1º Jogo , tolerância de 15 min .

CAPITULO V

DA ARBITRAGEM

Art 8º. As Funções dos árbitros começarão ao darem entrada nos locais dos jogos, e terminará com a entrega da súmula e do relatório na sede da Coordenadoria de Esportes até 24 horas após a realização da partida. Os árbitros não poderão ser vetados. Será a Coordenadoria de Esportes da Unoeste responsável pela escalação dos árbitros.

CAPITULO VI

DA IDENTIFICAÇÃO
Os alunos participantes serão identificados nas sumulas mediante apresentação do nome completo e respectivo R.A (REGISTRO ACADEMICO).

Os não alunos que estiverem trabalhando supervisionando ou qualquer outra tarefa não serão reconhecidos pela Coordenadoria de Esportes, portanto o responsável pelo curso(pela equipe) será sempre um aluno que responderá pelos atos dos terceiros (não alunos ), podendo estes terceiros serem até proibidos de entrar nos locais de jogos da Unoeste se assim a Coordenadoria de Esportes entender.

CAPÍTULO VII

DOS PROTESTOS

Art. 9º. Os protestos sobre a qualidade legal do competidor, sobre quaisquer infrações das regras da competições, serão resolvidas pela Coordenadoria de Esportes, após ter constado em súmulas ou relatórios dos árbitros , mesários e ou representantes de jogos.

O protesto será assinado pelo presidente do D.A ou da Atlética, caberá exclusivamente ao reclamante apresentar as provas.

O protesto deverá ser entregue na Coordenadoria de Esportes até 12 hs após o jogo.

O presente regulamento não poderá ser mudado durante a realização dos Jogos.

CAPÍTULO VIII

MEDIDAS DISCIPLINARES

Art10º. O comportamento anti-desportivo, bem como a agressão tentada ou consumada, física ou verbal, aos árbitros e seus auxiliares, atletas ou pessoas presentes, estará sujeito as penalidades previstas neste regulamento.

As medidas disciplinares neste regulamento englobam todos os incidentes que aconteçam antes, durante e após as partidas, tendo a Coordenadoria de Esportes faculdades para admoestar, sancionar, multar, suspender atletas técnicos, dirigentes, para tomar qualquer outra medida disciplinar de acordo com este regulamento contra toda pessoa ou curso que os tenha violado, ou Regras do jogo. Na hipótese de não haver especificação de penalidades, em razão de indisciplina, a Coordenadoria de Esportes poderá aplicar medidas disciplinares com base no Regimento Interno da Universidade .

As decisões da Coordenadoria de Esportes não estão sujeitas a apelação ou qualquer outra espécie de recurso.
A Coordenadoria de Esportes aplicará as medidas disciplinares constante neste regulamento até 2 dias contados da data em que houver recebido a súmula ou relatório dos árbitros , mesários ou representantes legais.

Em caso de reincidência, isto é quando um jogador ou torcedor comete uma infração pela segunda ou terceira vez durante os jogos, mesmo que não se trate do mesmo gênero de infração, serão aplicados sanções mais severas.

As sanções disciplinares, a seguir estabelecidas, terão aplicação automática e são consideradas como mínimas, tendo o poder a Coordenadoria de Esportes impor sanções mais severas, se entender que sejam necessárias. Estas medidas disciplinares abrangem as atitudes dos atletas, técnicos, supervisores, dirigentes e demais membros das comissões técnicas e equipes.

Caso venham a ocorrer quaisquer animosidades, agressões tentadas ou consumadas , físicas ou verbais, brigas, arremesso de objetos dentro da quadra, tumultos de qualquer natureza ou incidentes que venham causar ou não a suspensão ou paralisação de jogo, independente de serem membros das comissões técnicas, equipes e dirigentes de cursos, ou torcida os responsáveis, as hipóteses abaixo enumeradas independente da ordem serão aplicadas:

  1. 1. Falta técnica na equipe que atirou objetos na quadra ou campo.
  2. Jogo com os portões fechados.
  3. Identificado o causador o mesmo se for aluno será enquadrado no regimento interno da Universidade.
    Expulsão pelo árbitro por:
    • reclamações repetidas contra decisões do árbitro ; conduta incorreta repetida, apesar da penalização anterior pelo árbitro=sanções , suspensão por 1 uma partida, reincidência- suspensão por duas partidas.
    • Expulsão pelo árbitro por - insultos repetidos aos jogadores ou espectadores- sanção = suspensão por duas partidas=reincidência suspensão por três partidas.
    • Expulsão pelo árbitro por ofender repetidas vezes ou molestar o árbitro= suspensão por 12 meses reincidência suspensão por24 meses.
    • Desqualificação pelo árbitro por atos de violência contra um jogador ou espectadores = suspensão por 12 meses, reincidência= suspensão por 24 meses.
    • Desqualificação pelo árbitro por atos de violência contra os árbitros, mesários , fiscais de linha e apontador, atos de violência física contra jogadores ou espectadores( rixa, incidência grave)= sanções suspensão do, ou dos jogadores culpados( responsáveis) por em período de doze meses, reincidência 24 meses .
    • Comportamento impróprio de uma equipe por abandono de quadra ou campo como demonstração de protesto, recusar continuar a partida, a equipe infratora será considerada perdedora da partida pela contagem de 01 a 0 .
    • Em todos os casos deste gênero a Coordenadoria de Esportes pode tomar diretamente outras medidas disciplinares contra a equipe em questão.
    • Falta de disciplina e de ordem no ginásio durante a partida = Coordenadoria de Esportes tem o direito de aplicar sansões contra a equipe responsável.
    • Agressão ou tentativa de agressão, física ou verbal, a árbitros, auxiliares, técnicos, atletas, dirigentes de cursos, e ou quaisquer outras pessoas envolvidas nos Jogos, sanção = suspensão de 12 a 24 meses. As suspensões aplicadas a atletas em nº. de partidas deverão ser cumpridas em competições da coordenadoria de esportes, ex. jogos intercursos e intercalouros.
PREMIAÇÃO

Serão ofertados troféu para o primeiro e segundo lugar das modalidades e um troféu para o campeão geral.

Comissão julgadora e organizadora – Prof. Marcel Adilson Marangoni - Coordenador
Prof. Edilson Andrade;
Prof. Vinicius Nascimento
COORDENADORIA DE ESPORTES