CAMPUS:
Telefone 0800 771 5533
Você está em: Notícias

Fusca e bicicleta dialogam sobre o trânsito

Projeto de extensão utiliza linguagem artística para refletir sobre o trânsito caótico e proposta de transporte alternativo


email facebook twitter whatsapp

Foto: Débora André Fusca e bicicleta dialogam sobre o trânsito
Fusca Poético foi estampado com o Poema da Bicicleta


O Fusca Poético é um projeto de extensão do curso de Artes Visuais da Faculdade de Ciências, Letras e Educação de Presidente Prudente (Faclepp) da Unoeste. A idealizadora é a coordenadora dessa graduação, professora mestre Zenilda Alexandre Pasquini, que convidou o grupoDEArquitetura, para a nova composição e conceituação do fusca que será uma das atrações artísticas no próximo Salão do Livro 2012, no Centro de Eventos IBC.

O projeto visa proporcionar espaço para mostra e experimentação de linguagens poéticas e inusitadas formas de expressão por alunos/artistas. Trabalha ainda com os fundamentos e a prática da arte contemporânea, dando oportunidade aos citadinos de usufruírem o espaço urbano por meio da apreciação artística.

O fusca passa pelas mãos dos acadêmicos, artistas plásticos, arquitetos, fotógrafos e poetas, com a intenção de modificar a vivência espacial dos locais onde ele estará inserido. De tempos em tempos, o automóvel sofre modificação em seu invólucro de acordo com a proposta estabelecida pelo artista convidado.

O grupoDEArquitetura, interventor atual, escolheu o tema para refletir a questão do trânsito que, cada vez mais caótico nos centros urbanos brasileiros, é um assunto a ser discutido pelos profissionais da área.

“O fusca, carro que remete ao crescimento econômico e à produção em massa da indústria automobilística brasileira nacional do final da década de 50 foi ironicamente coberto com rodas de bicicleta, e simboliza uma alternativa de transporte não motorizado, ecológico e saudável, propício ao século XXI como alternativa de transporte às cidades desenvolvidas”, ressalta a arquiteta Cristiana Pasquini, porta voz do grupo.

Trabalharam nesse projeto as acadêmicas de Arquitetura, Camila Assad, Jacqueline Sana e um grupo de alunos de Artes Visuais, Ana Caroline Marcondes, Leandro Ventura, Lorena Calegari, Renata Abdala e Wesley Wiezel.

Cristiana finaliza: “o Poema da Bicicleta, do moçambicano Cordeiro, estampado sobre o veículo nos remete ao sonho, ao caminhar inusitado e infinito que a bicicleta proporciona. Pedalar é assim: vivenciar a cidade possível sob forma de sonho”



“Era uma vez

Uma bicicleta

Que eu tinha

Que era minha...

Que não tinha rodas

Mas que rodava comigo

Mundo a fora

Afora o horário

E eu nem amava o sonho

Pois não sabia

Aquilo o que era

Só sei que viajava

E achava bonito

Pedalar, sem cessar

Sem cansar

Sem sair do lugar

Ir a todo lugar

Até chegar no fim

(do sonho);

Uma bicicleta nova

Que nunca me levou...

A lugar nenhum”

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem