CAMPUS:
Presidente Prudente Jaú
Telefone 0800 771 5533
Você está em: Notícias

Promissora: Engenharia Ambiental celebra conquistas

Histórias de ex-alunos mostram vínculo entre Unoeste e mercado de trabalho; inscrições para vestibular terminam nesta quarta (16)


email facebook twitter whatsapp

Foto: Cedida Promissora: Engenharia Ambiental celebra conquistas
Assessor do Ministério Público, Fernando Jardim durante vistoria no Morro do Diabo

A preocupação com o meio ambiente e a redução dos poluentes é uma ideia que cresce cada vez mais no mundo. A escolha de um curso de graduação precisa olhar para frente, pensar no que estará em alta no futuro. O incentivo ao uso de transportes não motorizados já acontecem em diversas cidades do país. Por isso, a graduação da Unoeste não se restringe a ter bom conceito, foca na formação generalista e humanista, que qualifica profissionais para o mercado de trabalho.
 
Um exemplo é o Norton De Biasi Santos, que se formou em 2015 e atua no departamento de meio ambiente de uma usina no oeste paulista. “É meu terceiro emprego na área, já trabalhei em dois frigoríficos”, conta. O egresso faz vistorias nas áreas de plantio, industrial e automotiva atuando com a gestão de resíduos sólidos. “A formação na universidade foi a porta de entrada para a tomada de decisões, saí da universidade com 21 anos. O que vi no curso me deu uma base mesmo num período de recesso total devido a crise econômica”, afirma Santos.
 
Na grade do curso uma disciplina oferece noções de perícia e segurança no trabalho. A Thiciane Guilhem Peres, egressa de 2012, gostou tanto do assunto que fez uma pós na área e hoje mora em Foz do Iguaçu (PR), é a engenheira de segurança do trabalho da Itaipu Binacional. “Faço estruturação e gerenciamento de projetos e processos, ações de saúde e segurança com os demais setores da empresa. Além de treinamentos, etc”, detalha. Grata a Unoeste, a ex-aluna tem boas lembranças dos tempos de graduação. “Fazendo uma viagem ao passado me recordo de trabalhos desafiadores, visitas de campo, professores experientes e boa comunicação com eventos interessantes”, ressalta Thiciane.
Foto: Cedida Engenheira na Itaipu Binacional, Thiciane Peres agora mora em Foz do Iguaçu (PR)
Engenheira na Itaipu Binacional, Thiciane Peres agora mora em Foz do Iguaçu (PR)

 
O primeiro contato técnico com a área ambiental do Diego Nascimento também foi na Unoeste. Formado em 2011, atua na equipe de engenharia corporativa da empresa Minerva Foods, de Barretos (SP), que tem unidades produtoras na Argentina, Paraguai, Uruguai e Colômbia. Responsável pelo desenvolvimento e acompanhamento de projetos na área de meio ambiente, além de poder treinar outros idiomas, vê seu know-how crescer nestes países. “Desenvolvo indicadores operacionais como consumo de água por cabeça abatida, custo de tratamento e dou suporte aos supervisores das unidades”, explica Nascimento. Na bagagem carrega cinco anos de experiência atuando como supervisor ambiental na JBS e o conhecimento adquirido na universidade. “A formação da Unoeste foi fundamental na minha carreira para que conquistasse meu trabalho, isso se deve ao apoio dado”, pontua.
 
Assessor do Ministério Público
Já o Fernando Henrique Camargo Jardim é egresso de 2009 e atualmente faz mestrado em Geografia. Exerce o cargo de assessor do Ministério Público, na área técnica, junto ao Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente (Gaema), núcleo Pontal do Paranapanema. Ele instrui promotores de justiça nas vistorias técnicas em área que abrange 31 municípios para a elaboração de pareceres técnicos que levam a inquéritos no órgão. “Estou no Ministério Público desde 2014. Fazemos melhorias na gestão de resíduos sólidos dos municípios, universalização do tratamento de esgoto, áreas contaminadas e uso abusivo de agrotóxicos”, detalha Jardim.
 
Profissão do futuro
O sucesso dos egressos orgulha a universidade, de acordo com a coordenadora do curso Leila Maria Sotocorno e Silva. “O profissional formado é um produto que o curso lança no mercado. Se saem aptos a atender o mercado com excelência mostra que realmente estamos no caminho certo”. Ela explica que no futuro muitas profissões devem desaparecer, mas as engenharias vão se manter intactas. “Você precisa inovar, engenhar, exige análise crítica. Essa tomada de decisão necessita de alguém por trás. E a ambiental é uma das mais promissoras, pois esse profissional atua em todo meio”, especifica Leila.
 
Ponte para o futuro
Seja também um egresso de sucesso estudando Engenharia Ambiental na Unoeste. As inscrições para o Vestibular de Verão terminam nesta quarta-feira (16). Não perca tempo.

GALERIA DE FOTOS

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem