CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Estudante de comunicação é a classificada da bolsa Santander

Futura jornalista elege a Espanha como país de destino para viver sua segunda experiência internacional


email facebook twitter whatsapp

Foto: João Paulo Barbosa Estudante de comunicação é a classificada da bolsa Santander
Ana Luiza, entre Fluminhan e Angelita, ao receber a informação de ter sido a classificada


A estudante da Faculdade de Comunicação Social de Presidente Prudente (Facopp), da Unoeste, Ana Luiza Barilli Nogueira é a classificada da Unoeste para o Programa Fórmula de Bolsa de Mobilidade Internacional Santander Universidades 2013. A futura jornalista escolheu a Espanha como país de destino e já elegeu a Universidad Pontificia Salamanca, onde pretende estudar durante seis meses do próximo ano, possivelmente a partir de março.

Ao receber o comunicado, feito pela Pró-reitoria de Extensão e Ação Comunitária (Proext), de que estava entre nove classificados da penúltima fase, Ana Luiza buscou se situar dentro da Espanha. “Queria uma cidade que não fosse tão grande, para não ter dificuldade de adaptação”, pontuou. Escolheu Salamanca. Entre duas universidades da cidade, escolheu a Pontificia por sua tradição e pela estrutura física e de equipamentos.

Ao entrar em contato para obter mais informações, além das que estão disponibilizadas no portal, e saber da viabilidade em ser recebida, conta que foi prontamente atendida e que as possibilidades são amplas. Agora que obteve a informação de sua classificação como selecionada da Unoeste para o programa do Banco Santander, cuidará dos trâmites burocráticos, no que terá o amparo da Assessoria de Relações Interinstitucionais, pela qual responde o Dr. Antonio Fluminhan Júnior.

Neste ano, se inscreveram 69 candidatos e pelo primeiro critério de notas foram selecionados 32 alunos, dos quais 31 da graduação e um da pós. A nota de corte foi de 7,75, o que consistiu numa média alta, conforme o assessor e a equipe responsável pelas demais etapas de seleção, formada por membros da Reitoria e das pró-reitorias de Extensão e Ação Comunitária, de Pesquisa e de Pós-graduação e a Acadêmica. Na segunda etapa, de análise de documentos, foram classificados 16; os que entregaram corretamente.

Entre os 16, pela análise de currículo houve a seleção de nove para entrevista. Conforme Fluminhan, foi uma disputa tão parelha que a escolha levou mais tempo que o esperado. O resultado que sairia na quarta-feira (30), foi transferido para esta quinta-feira (31). “Para alunos que são das áreas de exatas, saúde e biológicas, que estavam entre os nove, já manifestamos nosso apoio para se inscrevam no programa Ciência sem Fronteiras, pelo excelente perfil como estudante. São dois alunos da Engenharia Civil e um da Biomedicina”, conta Fluminhan.

O escolhido para o intercâmbio do Santander recebe bolsa para custear viagem e estadia durante seis meses, com a entrega do certificado no Grande Prêmio de Fórmula I no Brasil, em Interlagos, São Paulo. São 100 brasileiros contemplados, estudantes de instituições de ensino superior, públicas e privadas. Pelo terceiro ano, a Unoeste mantém convênio com o Santander. Em 2011, a contemplada foi Fabiana Monti, do mestrado em Educação. Ela fez aperfeiçoamento da língua inglesa na Inglaterra. Em 2012, Marcela Milano, da Arquitetura e Urbanismo, fez intercâmbio em Portugal.

Agora, Ana Luíza, que está no 4º termo de Comunicação Social, elege a Espanha e fala de sua convicção em aproveitar o máximo possível e de bem representar a Facopp e a Unoeste. Aos 19 anos de idade viverá sua segunda experiência internacional. A primeira foi em 2010 e 2011 quando fez o final do segundo ano e o começo do terceiro ano do ensino médio no México, aos 15 anos de idade e num intercâmbio do Rotary. Fez o colegial no Objetivo e antes de viajar estudou por 12 meses na escola de idiomas CNA.

Ana Luiza conta que a grande experiência mexicana foi ter voltado mais madura e mais decidida. “Lá consegui escolher a profissão que queria e voltei com vontade de conhecer o mundo, com o pensamento de que jornalista deve conhecer muitas pessoas e muitos lugares”, disse a jovem que pensa em duas possibilidades na sua carreira: o jornalismo esportivo ou a atuação acadêmica, na qual já investe ao fazer iniciação científica com o professor Munir Jorge Felício, na área de meio ambiente.

Ao receber a informação de ter sido classificada para a bolsa, Ana Luiza disse ao Dr. Fluminhan e para a pró-reitora da Extensão e Ação Comunitária, Dra. Angelita Ibanhes de Almeida Oliveira Lima, que ficou surpresa e, ao mesmo tempo, feliz por essa grande oportunidade. Também se manifestou ansiosa em comunicar aos seus familiares, seu pai, o produtor cultural Anselmo Nogueira, sua mãe, a médica veterinária e professora universitária Rosa Maria Barilli Nogueira, e sua irmã caçula, Ana Beatriz.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem