Universidade do Oeste Paulista

Área do Aluno/Professor

Área do
Aluno/Professor

INFORME CORRETAMENTE SEU RA/MATRÍCULA

Englisheng
ENCONTRE SEU CURSO
FAÇA UMA BUSCA NO SITE
30/08/2013

Centro de Piscicultura da Unoeste recebe atividade prática

Iniciativa, realizada pelo Senar em parceria com a Apta, utilizou o ambiente para visualizações das explanações teóricas

Foto: Gabriela Oliveira Centro de Piscicultura da Unoeste recebe atividade prática
Sistema de drenagem dos tanques foi observado durante atividade desta sexta (30)
Foto: Gabriela Oliveira Centro de Piscicultura da Unoeste recebe atividade prática
Integrantes do curso conheceram as instalações internas do Centro de Piscicultura da universidade
Foto: Gabriela Oliveira Centro de Piscicultura da Unoeste recebe atividade prática
Participantes do curso nos tanques de piscicultura da Unoeste


O Centro de Piscicultura da Unoeste recebeu, na tarde desta sexta-feira (30), os participantes do curso “Piscicultura – Cultivo em tanque escavado”, para a realização da parte prática. Promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em parceria com a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), polo regional Alta Sorocabana, o evento foi conduzido pelo engenheiro agrônomo Odenir Visintin Rossafa Garcia e contou com a presença de produtores rurais, técnicos agrícolas, pesquisadores e representantes da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) e Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp).

“Cadeia produtiva do peixe, aspectos como manejo, tratos culturais, instalações, preparo do viveiro, monitoramento de controle sanitário e despesca foram abordados num primeiro momento. Já na universidade, outros assuntos estiveram em pauta como as análises químicas da água dos tanques, além da anatomia do animal e filetagem”, explica o instrutor.

Garcia salienta que a estrutura do Centro de Piscicultura da Unoeste possui um grande potencial para se tornar referência em estudos e pesquisas. “O local pode ser um polo difusor de tecnologia, bem como fornecedor de alevinos para aqueles que pretendem atuar neste segmento. Percebi que o espaço é excelente e contribui, de maneira significativa, para a formação de mão de obra especializada, que é um dos grandes entraves desta cadeia produtiva”.

Rosemeire de Souza Santos é a zootecnista responsável pelo ambiente e também participou do curso. “Como profissional, adquiri informações que podem ser muito úteis para minha atuação. Esta experiência foi muito significativa, pois estreitou a relação da instituição com produtores e pesquisadores, que visualizaram as nossas instalações, que estão entre as melhores da região”.

O pesquisador do polo regional Alta Sorocabana da Apta, Vander Bruno dos Santos, revela que a piscicultura é uma atividade relativamente nova no setor agropecuário. “O crescimento desta prática, nos últimos anos, aumentou de maneira expressiva, girando em torno de 10% ao ano. Entretanto, muitos decidem trabalhar com este segmento de forma autônoma sem nenhum acompanhamento, o que não é recomendado. Por isso, acredito que iniciativas como esta são válidas, pois trazem informações que possibilitam uma produtividade otimizada e mais assistida”.

Luis Eduardo Lima Lisboa é da Secretaria de Agricultura de Presidente Epitácio (SP) e foi um dos participantes do curso. “Foi muito bom participar desta atividade, pois aprendi um pouco mais sobre esta cultura, que me permitirá repassar as informações adquiridas para os produtores do meu município”.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste


TODAS AS NOTÍCIAS
Alguma mensagem