CAMPUS:
Telefone 0800 771 5533
Você está em: Notícias

Conheça os serviços oferecidos pela Rede de Bibliotecas

Tecnologia traz facilidades à comunidade acadêmica, como os livros virtuais e o canal direto “Fale com as bibliotecárias”


email facebook twitter whatsapp

Foto: Marcelo Gomes Conheça os serviços oferecidos pela Rede de Bibliotecas
Unidade de informação do campus I, em Presidente Prudente

A biblioteca é um ambiente que proporciona descobertas e aprendizados infinitos... E com o avanço tecnológico, esse espaço também está presente no mundo virtual. Seja on-line ou presencial, vale muito a pena entrar no universo do conhecimento, e a Unoeste possibilita essas duas formas de acesso aos seus estudantes por meio da Rede de Bibliotecas. São seis unidades de informação nas cidades paulistas de Presidente Prudente, Jaú e Guarujá, as quais reúnem quase 50 mil títulos e 260 mil exemplares, entre livros e periódicos; além da biblioteca virtual que possui mais de 16 mil títulos e pode ser acessada de qualquer lugar pelo usuário.
 
Para quem precisa de um dispositivo para ler os livros on-line, é oferecido o empréstimo de tablets, assim, não tem desculpa para deixar de utilizar esse recurso. A coordenadora da Rede de Bibliotecas, Regina Liberati Silingovschi, ressalta que o acesso remoto ao Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) é mais uma vantagem para a comunidade Unoeste. Seja de casa ou da universidade, alunos e professores encontram uma infinidade de publicações, internacionais e nacionais, além das diversas bases de dados. E para ajudar a encontrar o que precisa, o usuário tem acesso aos tutoriais elaborados pelas bibliotecárias da Unoeste.
 
Os avanços tecnológicos também trouxeram o sistema de QRCode para o registro de livros virtuais. “Nas próprias estantes o aluno consegue registrar os dados do título para verificar se estão disponíveis nas bibliotecas virtuais e armazenar suas informações no próprio smartphone, assim, ele não precisará realizar novas buscas no computador para encontrar a obra”, explica Regina.
 
Foto: Ector Gervasoni Unidade de informação do campus em Jaú integra acervo bibliográfico e espaço de estudo em grupo
Unidade de informação do campus em Jaú integra acervo bibliográfico e espaço de estudo em grupo

Outra facilidade é o canal direto “Fale com as bibliotecárias”, que fica no ambiente virtual do aluno/professor. Lá, é possível esclarecer dúvidas diversas de questões ligadas às unidades, como as normas de trabalhos acadêmicos e científicos. E falando nisso, o Manual de Normas ABNT está atualizado e já pode ser feito o download da 4ª edição eletrônica.
 
A coordenadora pontua ainda que para os trabalhos científicos, a Rede de Bibliotecas oferece os templates para trabalhos acadêmicos e de stricto sensu (mestrado e doutorado), além de padrão de apresentação em Power Point e banner científico. Também na página da Rede de Bibliotecas são disponibilizadas dicas de programas e aplicativos para facilitar a produção de trabalhos de pesquisa. “Os gerenciadores de referências, por exemplo, são aplicativos que ajudam na organização das citações e referências bibliográficas nos estilos de normas. O site ainda compartilha programas on-line para detecção de plágio”, relata.
 
Quem usa, aprova!
O curso de Engenharia Elétrica está entre os que mais têm alunos que efetuam empréstimos de livros na rede física. Lucas Paes da Costa cursa o 9º termo dessa graduação e está entre os estudantes que contribuem com a estatística. Atualmente, ele participa de um projeto de iniciação científica pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), que busca a simulação de multidões em situação de emergência, como incêndios e situações com reféns.
 
 “O serviço que mais utilizo é o empréstimo de obras, mas também uso bastante a biblioteca virtual e a consulta de periódicos. A estrutura é muito boa e totalmente interativa. Acredito que após a reforma da biblioteca do campus II, o ambiente será ainda melhor”, relata o estudante mencionando a reformulação da unidade para o autoatendimento, nos mesmos moldes que já funciona no campus I. A previsão é que neste semestre já comece a operar o novo sistema. Sobre o recurso da biblioteca virtual, Costa salienta que é uma importante ferramenta. “Facilita ainda mais o acesso às obras, além de não possuir limite na quantidade de títulos”, frisa.
 
Gabriel José Oller, do 2º termo do curso de Medicina, campus de Jaú (SP), conta que desde o início do curso utiliza os serviços da biblioteca, inclusive os virtuais. “Em relação à estrutura, possuo uma opinião extremamente positiva, principalmente no que se refere à área de estudo que o local em questão comporta, sendo ele um lugar amplo, com várias mesas e computadores disponíveis para serem utilizados a qualquer momento”, relata o jovem. Diz que tem a preferência pelo livro físico, mas também não dispensa o on-line. “Estou satisfeito com o serviço eletrônico disponibilizado pela Unoeste, principalmente pela facilidade e comodidade em acessar os livros virtuais de qualquer lugar e por prazo indeterminado.
 
O futuro médico conta que está participando de um grupo de pesquisa comandado por três docentes doutores. “Primeiramente estamos nos habituando com a leitura dos artigos, e apresentando as ideias principais aos docentes e aos outros integrantes do grupo, mas futuramente temos planos de expandir e de, finalmente, colocar a ‘mão na massa’, produzindo artigos, pesquisas de campo, experiências laboratoriais e clínicas etc. Ademais, outros docentes já demonstraram interesse em iniciar outros grupos de pesquisa dos quais tenho interesse de participar”, revela.

Fique por dentro - Conheça a Rede de Bibliotecas da Unoeste.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem