CAMPUS:
Telefone 0800 771 5533
Você está em: Notícias

Metodologia ativa aliada a aplicativo beneficia a educação

Pesquisa com estudantes de ensino técnico em nível médio encontra alto grau de satisfação dos envolvidos


email facebook twitter whatsapp

Foto: João Paulo Barbosa Metodologia ativa aliada a aplicativo beneficia a educação
Aplicativo proporciona feedback instantâneo e automático

As tendências educacionais sinalizam a intensificação do uso de tecnologias no setor educacional, em todos os níveis. Na Unoeste, um novo estudo desenvolvido no Programa de Mestrado em Educação constata a eficiência do uso de aplicativo aliado com metodologia ativa, ao ponto dos envolvidos na pesquisa manifestarem alto nível de satisfação.
 
Formado em ciência da computação, o autor do estudo Davi Fernando da Silva analisou o método de ensino interativo Peer Instruction aplicado com o uso do Socrative no processo de aprendizagem de 30 estudantes do ensino médio, em curso técnico de marketing. A professora da disciplina estratégias de marketing também participou da pesquisa.
 
A metodologia ativa foi utilizada com a disponibilização prévia do conteúdo de estudo e a aplicação do teste conceitual, cujo percentual menor que 30% indica não assimilação do conteúdo. Quando isso ocorre, os conceitos são revisados mediante discussão entre os pares. Então, é aplicado novo teste e o objetivo do método é o entendimento superior a 70%.
 
O aplicativo proporciona rapidez no cumprimento das etapas, mediante diagnósticos imediatos. Ocorre ganho de tempo no processo de ensino, de tal forma que o professor pode avançar na aplicação dos conteúdos, evitando assim de ficar emperrado. Os resultados contemplaram as seguintes variáveis motivacionais: atenção, relevância, confiança e satisfação.
 
O modelo de desenho motivacional interativo, conhecido pela sigla Arcs, também foi utilizado por Silva para aferir os alcances obtidos em cada variável. “A satisfação do aluno ficou próxima de 100%”, disse o autor do estudo ao fazer a defesa pública de sua dissertação no início desta semana. A banca considerou o trabalho didático e objetivo.
 
A orientação da pesquisa foi da professora Dra. Raquel Rosan Christino Gitahy e atuaram como avaliadoras a Dra. Danielle Aparecida do Nascimento dos Santos, na condição de membro interno, e a Dra. Adriana Aparecida de Lima Terçariol, na condição de membro externo, convidada da Universidade Nove de Julho (Uninove), que estava em São Paulo e participou por Skype.
Foto: João Paulo Barbosa Davi Silva entre as doutoras Danielle Santos e Raquel Gitahy
Davi Silva entre as doutoras Danielle Santos e Raquel Gitahy

Para a examinadora externa, o trabalho consiste em material de referência para outros pesquisadores nessa temática. O autor disse que os resultados obtidos foram relevantes em todas as variáveis analisadas, “com a satisfação sendo alcançada em sua plenitude”, e contou que na análise utilizou o software MAXQDA, apropriado para dados qualitativos e métodos mistos.
 
O estudo evidenciou a notável elevação de acertos proporcionados com a aplicação da metodologia, quando da revisão dos conceitos e novo teste, com acertos que saltaram de 11 para 74, de 45 para 85 e de 58 para 100, por exemplo. Resultados com respostas imediatas do aplicativo Socrative e dentro dos preceitos educacionais da metodologia ativa Peer Instruction.
 
“O feedback instantâneo e automático foram os pontos principais de uso da ferramenta”, afirmou o autor do estudo para dizer que o uso do método e do aplicativo possibilita uma aprendizagem ativa e colaborativa. Chamou a atenção para o fato de que professores estejam abertos a novas formas de ensinar e participar de um processo contínuo de formação. Silva foi aprovado para receber o título de mestre em Educação.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem