CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Aperfeiçoamento em dermatologia tem viés de alcance social

Usuários do sistema público de saúde têm atendimento grátis e também serão beneficiados na atenção primária


email facebook twitter whatsapp

Foto: Arquivo Aperfeiçoamento em dermatologia tem viés de alcance social
Dra. Marilda Morgado de Abreu: aperfeiçoamento na área de saúde é uma iniciativa que alcança a comunidade

A oferta do curso de aperfeiçoamento em Dermatologia Clínica é uma oportunidade que se abre para os médicos em geral e também representa benefícios para usuários do setor público de saúde. Durante o curso haverá atendimento clínico gratuito. Após, com aprimoramento nessa especialidade, os médicos que atuam na rede pública de atenção primária proporcionarão aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) atendimento mais adequado aos casos de doenças dermatológicas.

A coordenadora, Dra. Marilda Morgado de Abreu, conta que o curso é inédito, nos moldes em que está sendo oferecido pela Unoeste. É totalmente voltado para a clínica, o que representa ser exclusivo para tratar de doenças, com foco nas mais prevalentes e nas mais graves. Comenta que o objetivo é aprimorar os conhecimentos dos médicos, para darem melhor assistência aos pacientes. “Isso irá gerar grande impacto no atendimento à população”, diz.

O aperfeiçoamento serve para quem já está no mercado ou para quem está chegando agora, que é o caso do recém-formado, inclusive aos que estão em busca de uma decisão da especialidade a escolher, com a possibilidade de ver se esse poderá ser o caminho. Porém, mesmo que não seja a sua preferência, será um acréscimo para a sua atuação. Com duração de cinco meses, das 210 horas de aula, 171 são práticas e 39 teóricas, às quartas e quintas-feiras ocorrerão no Ambulatório Professora Ana Cardoso Maia de Oliveira Lima.

São cinco professores médicos dermatologistas com diferentes titulações em especialização, mestrado ou doutorado. Será praticamente um professor para cada aluno, já que teremos apenas seis por turma. Como cada profissional formará sua própria conduta de atendimento, o aluno terá uma visão diversificada de como poderá proceder. Nas aulas práticas serão atendidos usuários do SUS, os quais terão o privilégio da personalização. Os alunos estarão sempre acompanhados de um professor.

Conforme a coordenadora do curso, o médico que atende na rede básica ou dá plantão, atua, em sua maioria, como clínico geral. Como existem doenças dermatológicas que são comuns, então é possível que todo dia atenda pacientes com doenças de pele, alergias ou micoses. Então, se tiver feito o curso terá mais facilidade em fazer o diagnóstico, podendo resolver na hora; e se for mais complexo, fazer encaminhamento mais assertivo ao especialista.

A Dra. Marilda revela que a estruturação do curso tem o envolvimento da coordenadora pedagógica da pós-graduação lato sensu, professora Célia dos Santos Silva, com a idéia da oferta de aperfeiçoamento em outras especialidades. Há também o envolvimento do coordenador geral, Dr. Marco Antonio Catussi Pascholoto, e o deliberado apoio do pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão, Dr. Adilson Eduardo Guelfi. “Essa é mais uma iniciativa fantástica da Unoeste que, além de oferecer ensino, beneficia a população”, comenta a coordenadora do curso.

Serviço – Inscrições são feitas pelo site. A seleção será no dia 24 de junho e as aulas a partir de agosto.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem