CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Bolsas Santander contribuem para alavancar projeto social

Ensino de futebol em bairro da zona norte de Prudente atenderá crianças e adolescentes de 7 a 14 anos


email facebook twitter whatsapp

Foto: Cedida Bolsas Santander contribuem para alavancar projeto social
Vitor Sanches de Souza: projeto abre caminho à sua pretensão de ser treinador de futebol

Alunos contemplados com bolsas do programa Santander Graduação irão atuar em projeto social de futebol para crianças e adolescentes no jardim Regina. As atividades devem ter início em agosto no Estádio Municipal João Ceribelli Pacca, no próprio bairro da zona norte de Presidente Prudente. Foram selecionados em processo seletivo os estudantes de Educação Física Vitor Sanches de Sousa e de Agronomia Silviany Angélica Fernandes Silva. Por um ano eles receberão bolsas mensais no valor de R$ 300 cada.

Conforme o professor de educação física e treinador de futebol profissional Marcelo Guimarães, o Projeto Social Resgatando o Futebol é uma iniciativa da Igreja Batista Comunidade da Família, com a qual a Unoeste estabelece parceria através da Pró-reitoria de Extensão e Ação Comunitária (Proext). As aulas serão duas vezes por semana: nas terças e quintas-feiras nos períodos da manhã e tarde. Os bolsistas terão várias funções, todas de auxílio de campo e treinamento.

Experiências incríveis 

Natural de Presidente Epitácio, Sousa mora em Presidente Bernardes, cidade onde fez o ensino médio na Escola Estadual Alfredo Westin Júnior. Este ano ingressou no curso da Educação Física da Unoeste, por gostar de esporte e especialmente futebol. Tem envolvimento com projeto de extensão do professor Ariovaldo de Souza Ribeiro e agora amplia as suas atividades, nas quais vê a oportunidade de se preparar para ser treinador de futebol profissional.

Conforme Sousa, a Unoeste oferece aos alunos uma estrutura muito boa e professores qualificados, como principais condições de motivação para os estudos e que proporcionam experiências incríveis. Além do sonho de ser treinador, o estudante de educação física pensa também na possibilidade que é abrir uma academia; o que poderá sem cumulativo, sem que necessariamente uma opção exclua a outra. Sobre a bolsa Santander diz estar feliz, inclusive por poder atuar na área que gosta muito.

Foto: Cedida Silviany Angélica Fernandes Silva: bolsa representa a oportunidade de extensão e apoio à pesquisa
Silviany Angélica Fernandes Silva: bolsa representa a oportunidade de extensão e apoio à pesquisa

Decisão reafirmada

Nascida em Presidente Prudente, Silviany mora em Álvares Machado. Fez o ensino médio na Escola Estadual Professora Angélica de Oliveira e como sempre teve contato com o campo, por ser de uma família de produtores rurais, sua escolha de formação profissional recaiu na agronomia e o ingresso na Unoeste reafirmou a decisão tomada, por oferecer corpo docente e infraestrutura que classifica como excepcionais, incluindo a produção de pesquisa com qualidade e credibilidade.

Silviany participou de uma pesquisa com artigo publicado: “Análise in silico de todo o genoma dos genes SOD em feijoeiro (Fhaseolus vulgaris L.)” e atualmente está inserida em outra pesquisa com cadastramento na Coordenadoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (CPDI) sobre “Absorção de nitrogênio em plantas transgênicas de tabaco com alto acúmulo de prolina”.

Ao receber a bolsa Santander, Silviany manifesta o seu sentimento com misto de alegria a gratidão, pois vê na ajuda de custo um apoio inclusive para continuar envolvida em pesquisas, já que pretende, quando de atuação profissional, trabalhar na área de genética e melhoramento de plantas para resistência a estresses, pragas e doenças.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem