CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Jornada on-line aborda atenção integral à saúde LGBTQ+

Evento é aberto à população, totalmente gratuito, e ocorre de 25 a 28 de junho; inscrições abertas exclusivamente pelo site 


email facebook twitter whatsapp

Foto: Thais Gonçalves Jornada on-line aborda atenção integral à saúde LGBTQ+
Acadêmicos, profissionais da saúde e demais interessados podem se inscrever para o evento on-line

Em junho é comemorado mundialmente o mês do orgulho LGBTQ+, pensando nisso, alunos do 4º termo de Medicina da Unoeste Campus Jaú organizam a 1ª Jornada de Atenção Integral à Saúde LGBTQ+. Acadêmicos, profissionais da saúde e demais interessados participam de quatro palestras com temas voltados à saúde dessa comunidade. O evento é on-line, totalmente gratuito e ocorre de 25 a 28 de junho. As inscrições são feitas exclusivamente pelo site e as vagas são limitadas. Ao final, será entregue certificado aos participantes.

Aspectos gerais de gênero e sexualidade, saúde de mulheres e homens homossexuais e saúde de pessoas trans estão entre os assuntos. De acordo com a aluna e presidente do Centro Acadêmico, Beatriz Roberta da Silva, o evento tem como objetivo apresentar as demandas em saúde específicas da população LGBTQ+ e fornecer informações sobre o atendimento humanizado, prevenção de ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), orientação de práticas sexuais seguras e empatia para com essa população. 

“Essa comunidade, apesar de heterogênea, enfrenta algumas dificuldades em comum frente ao atendimento em saúde devido, muitas vezes, a desinformação e falta de humanização por parte dos profissionais da saúde”, pontua Beatriz.

Segundo a acadêmica, a ideia do evento surgiu quando os alunos perceberam a necessidade de se sentir mais capacitados para atender esses perfis. “Às vezes, durante nossa formação, o conhecimento fica muito voltado à questão das ISTs, o que acaba, por si só, reproduzindo um estereótipo que de nada ajuda na atenção a esses pacientes. Então, percebemos que precisávamos ir um pouco mais além, conhecer melhor os termos e a vivência dessa população, reconhecer suas vulnerabilidades e pensar em estratégias para assisti-los de maneira integral e humana”, conta.

Para a secretária Joici Bolsoni, que faz parte da comissão organizadora, essa ação tem um peso muito grande nos dias de hoje, pois a informação é a arma para combater qualquer tipo de preconceito. “É de extrema importância que os profissionais da saúde saibam lidar com esse público e tenham uma visão humanizada para qualquer abordagem dentro dos atendimentos. Além disso, através do evento podemos mostrar para a comunidade que existem profissionais especializados e preocupados com a temática LGBTQ+”, finaliza.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem