CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Medicina participa da campanha Outubro Mais Que Rosa

Idealizada pela Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres de Jaú, a campanha visa o desenvolvimento de ações de orientação junto ao público feminino 


email facebook twitter whatsapp Linkedin

Foto: Cedida Medicina participa da campanha Outubro Mais Que Rosa
Futuros médicos durante a ação de prevenção à saúde da mulher em alusão ao Outubro Rosa

A Liga Acadêmica de Saúde da Mulher do curso de Medicina da Unoeste Jaú participou nesta quarta (13) e quinta-feira (14), da campanha “Outubro Mais que Rosa”, idealizada pela Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres de Jaú. A ação de orientação à população foi realizada em estande montado no Jaú Shopping. Estudantes e profissionais da saúde estiveram a postos para tirarem as dúvidas do público sobre a saúde da mulher.

A acadêmica do 4º termo da graduação da Unoeste e presidente da Liga de Saúde da Mulher de Jaú, Laura Virginia Duarte Do Nascimento, conta que além da orientação, os universitários fizeram a aferição da pressão arterial e a distribuição de panfletos. “Nós explicamos o que é o Outubro Rosa, abordamos a importância da mulher na sociedade, falamos sobre os exames para a manutenção da saúde feminina e também sobre o Papilomavírus Humano (HPV)”.

Ela relata que o objetivo dessa ação foi informar a população sobre a prevenção do câncer de mama e do câncer de colo de útero. “É de suma importância conscientizar sobre o momento adequado para a investigação e a identificação precoce dessas doenças, assim, conseguir mais chances de cura através do tratamento adequado”, reforça.

De acordo com a professora responsável pelas atividades de extensão, Dra. Rafaela Fadoni Alponti Vendrame, participar de ações como essa faz parte do DNA da universidade. “Estamos sempre prontos para contribuir com a saúde de alguma forma, por isso, poder ajudar com o movimento Outubro Rosa, já muito conhecido por todos, além de agregar na formação e vivência dos estudantes, colabora também com a saúde do município”.

Para a professora Renata Cristina de Oliveira Souza Castro que é uma das responsáveis pela liga acadêmica, a prevenção deve acontecer durante o ano todo e não apenas em outubro. “As mulheres precisam lembrar desse autocuidado como um ato de amor, tanto para a família e amigos, quanto para elas próprias. Afinal, a saúde é um dos bens mais preciosos e deve ser bem cuidada. Em caso de doença, havendo diagnóstico precoce, as chances de cura são maiores”, finaliza.

GALERIA DE FOTOS

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem