CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Pontal atua para melhorar desempenho da educação matemática

Ação contempla preparação para avalições de rendimento escolar realizadas pelos governos paulista e federal


email facebook twitter whatsapp Linkedin

Foto: Cedida Pontal atua para melhorar desempenho da educação matemática
Professora Marília: uso de metodologias ativas em matemática

Pelo compromisso com a qualidade do ensino e também em busca da recuperação da queda do desempenho de matemática de alunos da rede pública estadual durante a pandemia, ação do Programa Educa Pontal dedica atenção exclusiva em formação continuada para o trabalho com metodologias ativas. Estão envolvidos os professores da disciplina de 29 escolas dos oito municípios da região do Pontal do Paranapanema, da área de circunscrição da Diretoria de Ensino de Mirante do Paranapanema. A atuação em busca da melhora de desempenho ocorre em parceria com a Unoeste, através da Pró-reitoria de Extensão e Ação Comunitária (Proext), cogestora do Educa Pontal.

Ensino e aprendizagem – A programação em desenvolvimento compreende três encontros com a professora mestre Marília Davoli Moreira Lopes, que ministra aulas no ensino superior. O primeiro foi no dia 14 deste mês, com o “Workshop: habilidades do Saeb/Saresp e números racionais – aprendendo com a prática”; ao final do qual foi aplicado questionário que indicou as abordagens para os próximos encontros, nos dias 19 e 26 de outubro, que caem em terças-feiras seguidas. Serão no período das 8h às 11h. A professora conta que as metodologias práticas são para serem replicadas em salas de aulas.

A ação segue o processo lógico de aperfeiçoamento do desempenho do ensino para melhorar o aprendizado do aluno. Assim, a Diretoria de Ensino, conduzida pelo professor Enio Magro, atende o apelo do secretário estadual da Educação, mestre em gestão e avaliação educacional Rossieli Soares da Silva, de atenção ao papel do professor de matemática que se tornou ainda maior diante de pesquisa sobre queda de desempenho de alunos do ensino fundamental e ensino médio. Foram ouvidos no começo deste ano mais de 20 mil alunos da rede pública estadual, respectivamente do 5º ano e do 3º ano. Os dados foram divulgados em abril.

Foto: Cedida Participantes do workshop que foi o primeiro de três encontros
Participantes do workshop que foi o primeiro de três encontros

Indicadores educacionais – Nestes tempos de pandemia do novo coronavírus, a pesquisa de 2021 em comparação com os dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) de 2019 detectou a queda. A projeção para 2021 é de alcançar 250 pontos, sete a mais que os 243 obtidos em 2019. No entanto, pela pesquisa da Secretaria de Estado da Educação, foram registrados 196 pontos, ou seja: 54 menos do que se espera para a próxima avaliação, de 8 a 10 de dezembro e que, além de matemática, avalia língua portuguesa (leitura), ciências humanas e ciência da natureza. A Saeb é aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Texeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação.

O Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) de 2021 tem as avaliações previstas para os dias 27 e 28 de novembro. Saeb e Saresp são indicadores para monitoramento e aprimoramento de políticas educacionais com base em evidências. O foco do trabalho pelo Educa Pontal relacionado à busca de melhora dos indicadores no âmbito de Diretoria de Ensino, que tem abrangência no extremo do Pontal do Paranapanema, tem a participação direta das professoras coordenadoras dos núcleos pedagógicos de matemática Luciane Aparecida da Silva Geller (anos finais do ensino fundamental) e Geise Aparecida Pereira (ensino médio).  

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem