CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Estudo desmistifica relação da apneia com consumo de carnes

Resultado da pesquisa foi apresentado no principal congresso relacionado ao sono, realizado nos Estados Unidos


email facebook twitter whatsapp Linkedin

Foto: Cedida Estudo desmistifica relação da apneia com consumo de carnes
Professor Cláudio Donizete, da Zootecnia Unoeste, ressalta importância da proteína animal

Ronco, cansaço e sensação de noite mal dormida são alguns dos sinais da apneia. Trata-se de um distúrbio que afeta a respiração durante o sono, ocasionando até a parada completa da respiração por alguns segundos ou minutos. Um estudo científico interinstitucional, com a participação da Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), Escola Paulista de Medicina (Unifesp/EPM) e Associação Fundo de Incentivo à Pesquisa (Afip), fez um levantamento sobre o consumo geral per capita de carne nos principais países do mundo e a prevalência de apneia obstrutiva do sono. O resultado desmistifica a relação do distúrbio com esse alimento.

Conforme o professor do curso de Zootecnia da Unoeste Cláudio Donizete da Silva Junior, que esteve envolvido na pesquisa, a análise foi realizada em 34 diferentes países. Algumas teorias relacionavam esse distúrbio ao consumo de alimentos de origem animal. Porém, o professor afirma que não foi encontrada correlação entre a prevalência estimada da apneia do sono e o consumo de carnes suína, bovina, caprina e de frango. “Isso nos mostra que mesmo o alto consumo de carne não afeta em relação a esse distúrbio de sono tão importante e recorrente atualmente, desmistificando problemas de saúde relacionados à carne”. 

Foto: Cedida Pesquisa que envolveu Unoeste, Unifesp e Afip foi apresentada no congresso Sleep 2022, nos EUA
Pesquisa que envolveu Unoeste, Unifesp e Afip foi apresentada no congresso Sleep 2022, nos EUA

O docente reforça a importância da proteína animal para a saúde, inclusive o estudo foi apresentado em um congresso voltado à área da medicina, o maior e principal evento científico relacionado ao sono: o Sleep 2022. Realizado na primeira quinzena de junho, o congresso ocorreu em Charlotte NC, nos Estados Unidos. Na ocasião, o professor Cláudio apresentou os resultados. “Foram mais de 2 mil participantes, assistindo a palestras e cursos sobre medicina e neurologia do sono, buscando atualização de novos conceitos e abordagens terapêuticas”, ressalta.

Com a presença de pesquisadores renomados do mundo todo, o zootecnista e professor da Unoeste frisa a satisfação em levar para um congresso médico uma temática nutricional, que muitas vezes é debatida em conferências sobre o não consumo de carne. “Certamente é algo inovador para a área da produção animal, apontando a importância da proteína animal para o desenvolvimento humano. Eu participei com a apresentação oral do pôster e como ouvinte de diversos cursos e palestras. Fiquei muito lisonjeado em ter a oportunidade de mostrar um pouco mais da área animal em um congresso voltado para a medicina”, pontua.

Por fim, o docente agradece a oportunidade de participar do congresso, que contou com apoio da sua orientadora, Dra. Monica Levy Andersen, do Professor Dr. Sérgio Tufik, bem como da direção e coordenação da Faculdade de Ciências Agrárias da Unoeste.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem