Universidade do Oeste Paulista

Área do Aluno/Professor

Área do
Aluno/Professor

INFORME CORRETAMENTE SEU RA/MATRÍCULA

Englisheng
ENCONTRE SEU CURSO
FAÇA UMA BUSCA NO SITE

PRODUÇÃO SUCROALCOOLEIRA

Tecnologia: 6 semestres letivos (Noturno)

Informações Gerais

Avise-me

Prazo mínimo para conclusão do curso:
- 6 semestres letivos (Noturno)

Prazo máximo para conclusão do curso:
- 9 semestres letivos (Noturno)

Regime: Semestral
Situação: RECONHECIDO PELO MEC
Portaria: nº 29, de 02/01/2007, DOU 05/01/2007
Renovação de Reconhecimento: Portaria nº 624/2013, de 26/11/2013, DOU 27/11/2013

Grau: TECNÓLOGO
Local: UNOESTE - Campus II

Horários:
Noturno

Valores: Matrícula e Mensalidade
Clique aqui e consulte

Transferência Externa:
Clique aqui e saiba como concluir sua Graduação na Unoeste

Contato:
Clique aqui e consulte

O Curso

O curso superior de tecnologia em Produção Sucroalcooleira tem o objetivo de formar profissionais capacitados para trabalho no processo de transformação da cana-de-açúcar em um produto acabado, como o açúcar e o álcool. A graduação oferece aos acadêmicos: salas de aulas climatizadas e laboratórios com infraestrutura industrial com aparelhos de moagem, fermentação e destilação para a realização de pesquisas. Possui também o Centro de Estudos Avançados em Bioenergia e Tecnologia Sucroalcooleira (Centec), entre outros locais para a prática da profissão. Disciplinas como Cultura Canavieira, Química, Física, Biologia, Microbiologia, Automação Agroindustrial e Controle Estatístico da Qualidade são algumas que o estudante terá contato.


Curso de Produção Sucroalcooleira

FIQUE PREPARADO

A indústria sucroalcooleira está em fase de crescimento exponencial, primeiramente com a produção do etanol, não se esquecendo de toda a tecnologia empregada para a produção do açúcar. O aquecimento global emerge a necessidade de alternativas para substituição dos combustíveis não renováveis de origem fóssil, altamente poluidores.


CAMINHOS QUE VOCÊ PODE SEGUIR

O profissional poderá atuar em direção, supervisão, programação, coordenação, orientação, vistoria, perícia, execução de pareceres, laudos e atestados envolvendo a produção industrial, com ênfase no setor de álcool e açúcar. Ele também terá como opções atividades ligadas à biotecnologia, centros de pesquisa, laboratórios independentes de análise química e na comercialização de produtos químicos.

GRADE E CORPO DOCENTE

Disciplina | Exibir professores responsáveis Carga Horária
BIOLOGIA APLICADA -- 80
TECNOLOGIA SUCROALCOOLEIRA -- 80
FÍSICA I -- 80
MATEMÁTICA I -- 80
QUÍMICA GERAL I -- 80
Disciplina | Exibir professores responsáveis Carga Horária
QUÍMICA ORGÂNICA Professor(es) Responsável(is): DIEGO ARICA CECCATO 80
CULTURA CANAVIEIRA: CONCEITOS E PRÁTICAS -- 40
QUÍMICA GERAL II -- 80
HIGIENE E SEGURANÇA AGROINDUSTRIAL -- 40
FÍSICA II -- 40
MATEMÁTICA II -- 40
TECNOLOGIA DAS FERMENTAÇÕES -- 80
Disciplina | Exibir professores responsáveis Carga Horária
PLANTIO, MANEJO, MECANIZAÇÃO E COLHEITA -- 80
QUÍMICA INORGÂNICA -- 80
QUÍMICA ANALÍTICA QUALITATIVA -- 80
MICROBIOLOGIA NO PROCESSO SUCROALCOOLEIRO -- 80
BIOQUÍMICA APLICADA -- 80
Disciplina | Exibir professores responsáveis Carga Horária
DESENHO E PROJETO -- 80
INTRODUÇÃO A TERMODINÂMICA QUÍMICA -- 40
GESTÃO DE PESSOAS -- 80
QUÍMICA ANALÍTICA QUANTITATIVA -- 80
OPERAÇÕES UNITÁRIAS -- 80
ANÁLISE AMBIENTAL: ÁGUA E RESÍDUOS -- 80
METODOLOGIA E TÉCNICAS DE PESQUISA -- 40
Disciplina | Exibir professores responsáveis Carga Horária
QUÍMICA AMBIENTAL: SOLO E AR -- 80
DECISÕES DE INVESTIMENTO E FINANCIAMENTO -- 80
CONTROLE ESTATÍSTICO DA QUALIDADE -- 40
TERMODINÂMICA QUÍMICA -- 80
TECNOLOGIA DE PRODUÇÃO DO AÇUCAR -- 80
AUTOMAÇÃO AGROINDUSTRIAL -- 80
QUÍMICA DO PROCESSAMENTO SUCROALCOOLEIRO -- 40
ESTÁGIO SUPERVISIONADO I -- 100
Disciplina | Exibir professores responsáveis Carga Horária
MONTAGEM E MANUTENÇÃO INDUSTRIAL -- 80
TECNOLOGIA DE PRODUÇÃO DO ÁLCOOL -- 80
LOGÍSTICA E GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS -- 80
TÉCNICAS ANALÍTICAS E CONTROLE DE QUALIDADE -- 80
COOGERAÇÃO DE ENERGIA -- 80
PROCESSOS INDUSTRIAIS SUCROALCOOLEIROS -- 80
ESTÁGIO SUPERVISIONADO II -- 100
LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS - LIBRAS (OPTATIVA) -- 40

Atividades complementares: 200 horas

  • Competências Profissionais Tecnológicas desenvolvidas no curso (Res. CNE/CP nº 3,de 18/12/2002, publicada no DOU em 23/12/2002);
  • - Propor intervenções nos processos de fabricação, visando a sua otimização, com racionalização de recursos e o consequente aumento da produtividade, através de análise do processo como um todo, identificação dos problemas que interferem no processo e apresentação de soluções;
  • - utilizar os conhecimentos, os recursos e as técnicas da área de Química para a gestão de processos produtivos, desenvolvimento de produtos, definição de processos de fabricação, controle de máquinas e equipamentos e responsabilidade ambiental;
  • - receber, montar, testar e acompanhar a instalação de máquinas e equipamentos em geral, através da análise das especificações técnicas, observação das normas técnicas e de segurança;
  • - planejar atividades de leitura e interpretação de desenhos;
  • - coordenar e assistir tecnicamente os profissionais que atuam na instalação, montagem, operação e na manutenção de máquinas e equipamentos em geral;
  • - assessorar equipes de operacionalização e manutenção dos processos produtivos, atráves de: montagem, análise e teste de dispositivos e sistemas produtivos; realização de estudos sobre o comportamento dos processos produtivos; elaboração de relatórios; execução de desenhos técnicos na área produtiva;
  • - prestar assistência técnica aos setores de compra e/ou venda na especificação de produtos químicos, componentes e equipamentos em geral; na análise de propostas de fornecimento e no acompanhamento do armazenamento, acondicionamento e utilização dos produtos químicos e processo de instalação de equipamentos;
  • - realizar estudos sobre padronização, mensuração e controle de qualidade, visando organização, simplificação e otimização do trabalho, segundo as técnicas de melhoria de qualidade e produtividade, através de: definição de arranjos físicos de laboratórios ou postos de trabalhos;
  • - utilização de normas e na elaboração de procedimentos de produção, testes, inspeção e manutenção, bem como, proposição de medidas necessárias ao aperfeiçoamento das atividades de produção e manutenção em geral.

Corpo Docente NDE Colegiado
Alguma mensagem