CAMPUS:
Presidente Prudente Jaú
Telefone 0800 771 5533

Você está em: Notícias

Unoeste é a melhor do Prêmio Cidadania Sem Fronteiras

Universidade teve o projeto vencedor entre todos os participantes, dois ganhadores em suas categorias, outros quatro entre os melhores e um como destaque social


email facebook twitter whatsapp

Foto: Ector Gervasoni Unoeste é a melhor do Prêmio Cidadania Sem Fronteiras
Unoeste dominou a premiação; instituição prudentina saiu como destaque da cerimônia na Pinacoteca
Foto: Ector Gervasoni Unoeste é a melhor do Prêmio Cidadania Sem Fronteiras
Paulo Saab, presidente do Instituto da Cidadania Brasil, ressaltou a relevância das ações sociais desenvolvidas pela Unoeste
Foto: Ector Gervasoni Unoeste é a melhor do Prêmio Cidadania Sem Fronteiras
Momento de entrega do prêmio máximo, que proporcionou à Universidade o selo exclusivo pelo projeto Green Food Narandiba


A Unoeste foi a grande vencedora do 4º Prêmio Cidadania Sem Fronteiras, realizado no início desta semana, no prédio da Pinacoteca, em São Paulo, pelo Instituto da Cidadania Brasil, em parceria com a Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O projeto Green Food Narandiba, ganhador da categoria Trabalho, foi o melhor entre todas as iniciativas das instituições públicas e particulares de todo o país, que estavam entre as finalistas, dando a Universidade a possibilidade de utilizar o selo do referido órgão, por três anos, de forma exclusiva. Ao todo foram 147 projetos de 15 estados brasileiros.

Na categoria Meio Ambiente, a Universidade esteve representada em dose dupla. Educação Ambiental e Resíduos Sólidos, que tem parceria da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), conquistou o primeiro lugar e o Mutirão do Lixo Eletrônico, realizado em parceria com a Secretaria de Tecnologia da Informação (Setec) de Presidente Prudente, ficou com a terceira colocação. Ainda foram premiados os projetos: Unoeste Inclusiva (2º na categoria Direitos Humanos e Justiça); Doadores de Medula Óssea (4º na categoria Saúde); Tecnologia e Literatura Infantil: Sinergia para Inclusão de PNE (2º na categoria Tecnologia e Produção); e o Mutirão de Saúde e Cidadania, que recebeu placa como Destaque Social. Foram homenageados, ainda pela participação, os projetos Terapias Alternativas e Complementares com Plantas Medicinais e Alimentos e o Servir: Uma Ação Fundamental na Formação Universitária.

O prêmio tem o objetivo de reconhecer e aplaudir as iniciativas extensionistas das instituições. “O Brasil é um país que por sua grandeza é exponencial em seus problemas e em suas riquezas. As ações das universidades ajudam o país a se desenvolver, formando profissionais conscientes”, disse Paulo Saab, presidente do Instituto da Cidadania Brasil. Ele destacou a participação da Unoeste. “O resultado final mostra a pujança de Presidente Prudente e da própria Universidade, pois ela se fez presente em quase todas as categorias, ganhando a maioria dos prêmios e o principal, que é o selo oferecido de uso exclusivo para aquela instituição que teve o melhor projeto. Parabéns a todos que contribuem para o bom trabalho desenvolvido pela Unoeste, porque se trata de uma atuação coletiva”.

A cerimônia teve a apresentação do jornalista e locutor esportivo da TV Bandeirantes, Nivaldo Prieto. Entre os presentes estavam Nathália Kneipp Sena, da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, e o secretário da Casa Civil do Estado de São Paulo, Dr. Sidney Beraldo. Representaram a Unoeste pela Pró-reitoria de Extensão e Ação Comunitária (Proext), Afife Salim Sarquis Fazano, Rita Rambaldo, Décio Gomes de Oliveira e Cidinha Martines; além de diretores/coordenadores e professores como Alba Arana (Faculdade de Ciências, Letras e Educação – Faclepp), Juliana Neves Russi Garcia (Medicina e Nutrição), André Luis Silvestre (Enfermagem), Maria Rita Guimarães Maia (Enfermagem e Medicina), Angela Madalena Marchizelli Godinho (Agronomia, Produção Sucroalcooleira e Nutrição), Haroldo Alessi, Rogério Marcus Alessi e Édima de Souza Mattos (Faculdade de Informática – Fipp) e Cláudia Calvo Alessi (Medicina). O ônibus que levou a comitiva da Universidade foi conduzido pelo motorista José Maria de Aquino.

Instituições renomadas estiveram presentes, como Pontifícia Universidade Católica (PUC), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Unesp, entre outras.

Green Food Narandiba – Considerado o melhor projeto entre todos os finalistas do Prêmio Cidadania Sem Fronteiras, é desenvolvido pela Unoeste há 2 anos, mas há um se tornou rentável para a família participante, residente em Narandiba, na região de Prudente. O projeto faz parte do Programa Integrar, que tem a participação dos cursos que compõem a Faculdade de Ciências Agrárias da Unoeste.

“Ele contribui no que diz respeito à responsabilidade social, gera renda, envolvendo assim a parte econômica, promove autonomia e prova ser um projeto sustentável, porque produz frutas e legumes ecologicamente corretos, sem uso de agrotóxicos e sem adubação química. O projeto alcançou seu objetivo e o piloto realizado com essa família potencializou duas políticas públicas importantes: o Programa de Alimentação Escolar e o Programa de Aquisição de Alimentos da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), duas linhas de trabalho do Governo Federal”, informou Cidinha Martines, da Proext.

Para Angela Madalena Marchizelli Godinho, professora envolvida com o projeto, a parceria com o município viabilizou a iniciativa, beneficiando todos os envolvidos. “Os alunos vão até a propriedade e dão orientações, supervisionados por professores. Um estágio que mostra a realidade e principalmente traz relevantes conhecimentos que podem ser aplicados diretamente pelos pequenos agricultores. Vale lembrar que este, em específico, teve o importante intercâmbio da aluna do curso de Agronomia da Unoeste, Tamires Lopes da Silva”, ressaltou a docente.

O prefeito de Narandiba, Enio Magro, esteve presente na premiação. “Primeiramente, gostaria de enaltecer a iniciativa da Unoeste em inscrever este projeto tão grandioso. Para nossa cidade, onde a economia da cana-de-açúcar predomina, mas não consegue absorver toda a mão-de-obra, precisamos de propostas de incentivo às pequenas comunidades. Então, a Unoeste está presente no nosso dia a dia, proporcionando ótimos resultados para as propriedades”.

Educação Ambiental e Resíduos Sólidos – O projeto é desenvolvido há aproximadamente dez anos, através da parceria Unoeste e Unesp, sendo este o segundo prêmio de referência nacional recebido, o que vem a acentuar e valorizar esta iniciativa. “Ele tem grande foco na sustentabilidade, porque atua diretamente com famílias carentes. Abrange todo o município de Prudente, tendo como finalidade a educação ambiental – trabalhando com todas as escolas – e resíduos sólidos, que é um dos problemas mais graves, relacionados à questão do lixo. Tem como elo importante as parcerias, pois é quase impossível desenvolver um projeto deste nível sem a participação de universidades, instituições, poder público e entidades. Seu sucesso está relacionado a participação de toda a comunidade envolvida”, disse a diretora da Faclepp, Alba Arana.

Parceria Croeste – Já homenageado em outra edição do Prêmio Cidadania Sem Fronteiras, o projeto Unoeste Inclusiva, desenvolvido em parceria com a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste Paulista (Croeste) também esteve entre os melhores projetos de uma das categorias desta edição 2011. Alessandro Aparecido Rampasso, coordenador do grupo de acolhimento e comissão interna de prevenção de acidentes da Croeste, informou que o projeto existe desde 2006. “São realizados trabalhos que visam uma melhor qualidade de vida dos trabalhadores e também treinamentos e capacitações aos servidores”. Para Fabiana Rocha, psicóloga e coordenadora do grupo de acolhimento e das ações regionais de prevenção de acidentes da Croeste, o “prêmio potencializa essa parceria que tem muita importância para a Secretaria de Administração Penitenciária”.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem