Universidade do Oeste Paulista

Área do Aluno/Professor

Área do
Aluno/Professor

INFORME CORRETAMENTE SEU RA/MATRÍCULA

ENCONTRE SEU CURSO
FAÇA UMA BUSCA NO SITE
Sua opinião é muito importante. Avalie a página de notícias.
11/09/2017

Professor da Medicina apresenta trabalho na Escócia

Doutor Luiz Euribel Prestes Carneiro esteve no último final de semana em Edimburgo com a pesquisa sobre leishmaniose visceral

Foto: Cedida Professor da Medicina apresenta trabalho na Escócia
Professor Luiz Euribel durante apresentação de trabalho em evento na Escócia

Com o trabalho “Características da infecção de leishmaniose visceral em crianças de uma nova área endêmica no Brasil: é possível diminuir a velocidade da epidemia?”, o professor do curso de Medicina e coordenador do Mestrado em Ciências da Saúde da Unoeste, Dr. Luiz Euribel Prestes Carneiro, participou no último final de semana da 4ª Conferência Internacional de Medicina Tropical, Doenças Infecciosas e Saúde Pública, realizada em Edimburgo, na Escócia.
 
De acordo com o professor, durante sua apresentação abordou dados preliminares sobre as características clínicas de crianças internadas e tratadas com leishmaniose visceral no Hospital Regional (HR) de Presidente Prudente, entre 2009 e 2013, assim como os fatores ambientais que podem estar favorecendo a dispersão da doença no Oeste Paulista. “Foram também apresentadas medidas estaduais e regionais, que aliadas às ações de diagnóstico e tratamento, devem se constituir em práticas efetivas para a diminuição da velocidade de sua propagação”, explica.
 
Foto: Ector Gervasoni Grupo de pesquisadores que participaram do trabalho no Hospital Regional, em Presidente Prudente
Grupo de pesquisadores que participaram do trabalho no Hospital Regional, em Presidente Prudente
O trabalho apresentado mostrou ainda que a doença foi identificada em Dracena, no ano de 2005, e até 2015 ela já tinha sido diagnosticada em 18 municípios, com 416 casos humanos e 27 mortes. “Esta foi uma grande oportunidade de divulgar o trabalho científico que esta sendo realizado na região, de reciclar conhecimentos e de estabelecer novas redes de colaboração científica para a Unoeste”, salienta Carneiro.
 
Além de sua conferência com o trabalho citado, o docente também foi membro do comitê organizador do evento e dirigiu o segundo dia das apresentações. 

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste


TODAS AS NOTÍCIAS
Alguma mensagem