Você está em: Unoeste » Rede de Bibliotecas » Periódicos on-line

Livros on-line

  • Disponível na web
  • Disponível no acervo e na web


Área: Engenharia Ambiental e Sanitária



imagem O tema que se apresenta nesta modesta obra visa a preencher, em particular, uma lacuna que se verifica ao pensar sobre lugar, seja ele qual for: físico, matemático, metafísico, enfim, trata-se de uma oportunidade para todos os interessados no assunto quando da necessidade de buscar mais informação ou, simplesmente, uma contribuição para reflexões frente as cada vez mais tangíveis preocupações ambientais.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem O livro “Água: tratamento, efluentes e lodos” é uma obra escrita por pesquisadores de renomadas instituições públicas e privadas, preocupada em retratar vários temas que envolvem a questão da utilização da água pelo homem e dos efluentes e resíduos gerados, bem como a poluição causada por estas atividades antrópicas.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Durante os últimos três anos, a equipe técnica do IPT desenvolveu, no âmbito do Programa Habitare, dois projetos de pesquisa - Habitação e Meio Ambiente - Abordagem ambiental integrada em empreendimentos habitacionais de interesse social e Procedimentos para tomada de decisão em programas de urbanização de favelas. Era nossa pretensão, desde o início, compartilhar os resultados que viéssemos a obter com as agências de fomento que patrocinaram os trabalhos e com profissionais de diversas regiões do país, cuja experiência, acadêmica ou prática, possibilitaria elaborar sugestões para o aprimoramento de seu conteúdo técnico. A manutenção e revisão de conceitos e a identificação de lacunas permitiriam, também, dar um salto de qualidade no conteúdo das pesquisas em andamento, identificar novas linhas de investigação e estabelecer parcerias envolvendo a Academia, as Instituições de Pesquisa Tecnológica, os Agentes Promotores e Financeiros de Habitação e o Poder Local (Prefeituras). Foi com esse espírito que concebemos o Seminário de Avaliação de Projetos IPT, realizado em setembro de 2001, nas dependências do Instituto. Os profissionais que dele participaram apresentaram os trabalhos, teóricos ou práticos, com os quais estavam envolvidos, e avaliaram os resultados dos dois projetos de responsabilidade do IPT. Suas contribuições foram incorporadas pela equipe antes do término dos projetos.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem O livro “Caminhos para a Sustentabilidade Urbana” tem sua importância relacionada à conscientização da comunidade que a Sustentabilidade vem agregar valor às áreas urbanas. Principalmente, vem lembrar a necessidade de equilíbrio entre o consumo de recursos naturais e a proteção e preservação do meio ambiente. Em termos gerais, pode-se dizer que assim se procura colaborar para evitar as catástrofes que podem ocorrer frente aos impactos das mudanças climáticas e vivenciar um ambiente urbano de qualidade.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem A coleta seletiva e a reciclagem de lixo têm um papel muito importante para o meio ambiente. Por meio delas, recuperam-se matérias-primas que de outro modo seriam tiradas da natureza. A ameaça de exaustão dos recursos naturais não-renováveis aumenta a necessidade de reaproveitamento dos materiais recicláveis, que são separados na coleta seletiva de lixo. Esta publicação tem como finalidade indicar os principais passos para a implantação de um sistema de coleta, de forma simples e objetiva.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem A Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, buscando integrar seus diferentes órgãos subordinados, criou a Coordenadoria de Planejamento Ambiental Estratégico e Educação Ambiental - CPLEA (Decreto 47.604/2002) após longa discussão sobre a necessidade de reestruturar o Sistema Estadual de Meio Ambiente.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Uma das questões que mais inquietam os cientistas é desvendar como a Terra transformou-se de uma massa rochosa incandescente em um planeta vivo com oceanos, continentes e seres vivos envoltos por uma camada de ar! Essa história fantástica que tem provocado muita curiosidade não se resume a uma única história, mas compreende a associação de acontecimentos expressos em várias histórias que ocorreram simultaneamente.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Este livro, composto por sete artigos de diferentes autores, apresenta diversas abordagens da Educação Ambiental como estrutura básica de formação e contribuição para alcançar a sustentabilidade ambiental no processo de desenvolvimento social. Questões éticas, sociais e técnicas são tratadas sob a visão da contribuição da Educação Ambiental para formação da conscientização da necessidade de mudanças.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Existem diversas definições de Educação ambiental (EA), mas segundo o artigo 1º, da Lei Federal nº 9.795, de 27/4/99, entende-se por educação ambiental “os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos,habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade”. De acordo com o Art. 225 da Constituição Federal “todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem A escola é um espaço privilegiado para a conscientização e o desenvolvimento do senso crítico dos alunos que visa à transformação de valores e atitudes para enfrentar os problemas socioambientais. O Livro “Educação Ambiental na Escola” elege como tema central assuntos que ampliam as práticas docentes procurando superar o conhecimento fragmentado, pois os autores entendem que a educação deve promover o conhecimento emancipatório.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Considerando que a divulgação, disseminação e democratização de informações são importantes tarefas educativas, com o livro “Educação ambiental: conceitos, metodologia e práticas”, a ANAP dá mais um passo nesse sentido, corroborando com uma de suas missões, que é a de “promover a educação ambiental, manter atenção permanente à formação de valores, atitudes e habilidades que propiciem a atuação individual e coletiva voltada para a prevenção, a identificação e a solução de problemas ambientais".

[ Acessar Conteúdo ]

imagem A educação ambiental é um campo de conhecimento que vem sendo problematizada em vários contextos, principalmente a relação entre ser humano, natureza, sociedade e também educação. Portanto, devido à sua importância em nossa sociedade, é necessário estimular um processo de reflexão, a fim de conhecer experiências que envolvem essa temática e suas questões socioambientais emergentes e também para que se desenvolva uma compreensão crítica maior por parte dos leitores. Para tanto, este livro é resultado da seleção e aprimoramento dos melhores trabalhos apresentados no evento XI Fórum Ambiental da Alta Paulista que ocorreu em 2015 no município de Tupã-SP (Brasil), somado a um trabalho internacional recebido pela Universidade Nacional de Córdoba, Argentina, no início do ano de 2016.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Este trabalho é fruto do convênio ECV 230/06 firmado entre a ELETROBRÁS, no âmbito do PROCEL, e a UFPB/FUNAPE, tendo como um de seus produtos a elaboração da versão brasileira, ampliada e atualizada, do manual e programa do EPANET- Programa de Simulação Hidráulica, Energética e de Qualidade de Água.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Esta obra apresenta alguns estudos de casos voltados à acessibilidade, desenho universal e aos mobiliários urbanos presentes em praças e jardins, bem como, discute o uso e a função das áreas verdes enquanto espaços de livres de uso público. Dentre os capítulos desse livro, foram reunidos trabalhos desenvolvidos por alunos ligados a Programas de Pós-graduação Stricto Sensu, a exemplo da PEU/UEM, PPGEO/UFU, PPGG/FCT-UNESP, PPGGCRC/UFG e PPU/UEM e UEL, todos reconhecidos pela CAPES e por docentes da área da arquitetura, urbanismo, engenharia civil e geografia.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Este livro, composto de oito capítulos, tem como objetivo principal auxiliar os interessados no assunto de Bacias Hidrográficas, que pretendem aprofundar seus conhecimentos sobre o tema atual de suma importância. Nos últimos anos, tem-se constatado acentuada ocorrência de estudos sobre o assunto, pois as regiões das bacias vêm sofrendo enormes alterações provocadas pelas atividades humanas, pela conversão das paisagens naturais para outros usos da terra, como, por exemplo, áreas de cultivo de cana-de-açúcar.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Esta publicação apresenta 11 capítulos na forma de artigos sobre “Estudos Ambientais Aplicados em Bacias Hidrográficas”, organizada por Leonice Seolin Dias e Sandra Medina Benini, da Associação Amigos da Natureza da Alta Paulista (ANAP).

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Este livro aproxima um pouco mais a ciência do conhecimento sobre a produção e gestão do espaço urbano. O livro é fiel a seu título, pois a abordagem interdisciplinar é praticada nas coautorias de diversas composições de áreas do conhecimento. Assim, congrega pesquisadores de diversos campos do saber, conforme a organização ainda disciplinar da formação de nível superior, mas que apresentam resultados do desafio da pesquisa interdisciplinar.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Visando a ampliar e aprofundar sua visão de mundo, recomendo ao leitor/pesquisador a viajar na leitura e reflexão nos diversos capítulos desta obra que, de maneira inteligente, apaixonante e comprometida, o fará ver além do visível que está posto nas discussões e resultados aqui sistematizados.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Este livro traz ao leitor exemplos da aplicação de técnicas de geoprocessamento para a elaboração de análises ambientais. A partir dos capítulos apresentados, se tomará conhecimento de como tecnologias modernas podem ser utilizadas para espacializar dados e informações que permitem a avaliação das condições do ambiente em áreas de interesse, localizando onde está cada característica, possibilitando as intervenções necessárias nos lugares que delas precisam.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem O livro “Geotecnologia aplicada no planejamento ambiental de bacias hidrográficas” apresenta uma coletânea de trabalhos desenvolvidos pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Geotecnologia, Geoprocessamen, Sensoriamento Remoto e Topografia (GEPEGEO), cadastrado no CNPQ desde 2007, sobre estudos de tecnologias para coleta, processamento, análise e disponibilização de informação dos processos que ocorrem na unidade territorial de bacias hidrográficas e municipais.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem A sociedade, a cada dia, torna-se mais consciente da necessidade de ações que visem a manutenção do meio e a sustentabilidade de suas ações através, da conservação e preservação da biodiversidade, da reciclagem das matérias-primas, da redução intensa do impacto humano sobre os recursos naturais. O presente trabalho apresenta um compêndio de conceitos, ferramentas e instrumentos para nortear os pesquisadores no desenvolvimento e da formação do conhecimento em gestão ambiental.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem A gestão dos recursos hídricos comtempla um conjunto de ações e medidas destinadas a regularizar o uso, o manejo e a proteção dos corpos d´água. Para se obter uma gestão eficiente dos recursos hídricos é necessário a integração de projetos e atividades que visem avaliar e promover a recuperação e preservação da qualidade e quantidade dos recursos hídricos. O livro “Gestão e Qualidade dos Recursos Hídricos: Conceitos e Experiências em Bacias Hidrográficas” apresenta estudos, projetos e propostas de avaliação e recuperação de recursos hídricos em bacias hidrográficas brasileiras, além de abordar temas relacionados a fontes de poluição, uso e ocupação do solo, vegetação ciliar, tratamento de águas residuárias e qualidade de água.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem A instalação e o funcionamento de empreendimentos habitacionais de forma inadequada - projetos mal-concebidos, ausência de investigação prévia do passivo ambiental do terreno, desconsideração dos condicionantes do meio físico, condições precárias de infra-estrutura, análise socioeconômica insuficiente, ausência da efetivação de medidas de mitigação, entre outros aspectos - têm levado a situações de degradação ambiental, no local de intervenção, causando prejuízos ao próprio empreendimento e propiciando impactos ambientais, que geralmente extrapolam a área do projeto. Isso acarreta redução da qualidade de vida da população e elevação significativa e desnecessária de custos para empreendedores, usuários, população circunvizinha e Poder Público.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Este livro é o resultado de um trabalho de pesquisa em rede envolvendo instituições acadêmicas e organizações não-governamentais, com o objetivo de avaliar ações voltadas para enfrentar o problema da habitação social em seis Regiões Metropolitanas do Brasil. Essa abordagem tem como justificativa o fato de que a literatura especializada que analisou a política habitacional ressalta uma forte tendência, no período pós-BNH, de descentralização e, ao mesmo tempo, de inovação em políticas habitacionais, como pode ser evidenciado no texto de Sergio Azevedo, incluído nesta obra, que busca, do ponto de vista da política federal de habitação, contextualizar a pesquisa. Essa descentralização tem sido encarada sob um duplo aspecto: por um lado, evidenciam-se possibilidades de maior eficiência e democratização das políticas e, por outro, apontam-se evidências de clientelismo e corrupção na alocação de recursos. Com relação às práticas alternativas, verifica-se uma grande propensão à adoção de soluções inovadoras nessas experiências descentralizadas, enfatizadas em bibliografia que trata das “experiências bem-sucedidas”. Nesse caso, observa-se uma ênfase por vezes exagerada no seu potencial de reprodutibilidade e em sua capacidade de ultrapassar a etapa dos projetos-piloto.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Esta publicação é um dos produtos da Rede de Pesquisas sobre “Desenvolvimento de sistemas de manejo das águas pluviais urbanas, tais como técnicas de retenção, detenção e reúso, considerando a qualidade da água e a redu- ção dos impactos da poluição nos corpos d’água” do Programa de Pesquisas em Saneamento Básico – PROSAB - Edital 05, coordenado pelo Prof. Antô- nio Marozzi Righetto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O PROSAB visa ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de tecnologias nas áreas de águas de abastecimento, águas residuárias (esgoto), resíduos sólidos (lixo e biossólidos), manejo de águas pluviais urbanas, uso racional de água e energia, que sejam de fácil aplicabilidade, baixo custo de implanta- ção, operação e manutenção, bem como visem à recuperação ambiental dos corpos d’água e à melhoria das condições de vida da população, especialmente as menos favorecidas e que mais necessitam de ações nessas áreas. Até o final de 2008 foram lançados cinco editais do PROSAB, financiados pela FINEP, pelo CNPq e pela CAIXA, contando com diferentes fontes de recursos, como BID, Tesouro Nacional, Fundo Nacional de Recursos Hídricos (CT-HIDRO) e recursos próprios da Caixa. A gestão financeira compartilhada do PROSAB viabiliza a atuação integrada e eficiente de seus órgãos financiadores que analisam as solicitações de financiamento em conjunto e tornam disponíveis recursos simultaneamente para as diferentes ações do programa (pesquisas, bolsas e divulgação), evitando a sobreposição de verbas e tornando mais eficiente a aplicação dos recursos de cada agência.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Prefácio O Serviço Especial de Saúde Pública (Sesp), em 1947, publicou o “Manual para Guardas Sanitários” em documento mimiografado que, nos anos seguintes, foi reprodu-zido diversas vezes. Enriquecido pelas experiências e pela pesquisa de campo do Sesp, esse documento foi sendo aprimorado e, a partir de 1961, seus conteúdos começaram a ser revisados. Em 1964, sob a iniciativa da Fundação Serviço Especial de Saúde Pública (Fsesp) e com base no “Manual para Guardas Sanitários”, foi editado o “Manual de Saneamento”. Sua elaboração contou com a valiosa colaboração do engenheiro sanitarista Szachna Eliasz Cynamon, profissional que muito tem contribuído para a promoção das ações de saneamento no Brasil.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Esta publicação é um dos produtos da Rede de Pesquisas sobre o tema do Programa de Pesquisas em Saneamento Básico PROSAB - Edital 04, coordenada pelo Prof. Valter Lúcio de Pádua da UFMG. O PROSAB visa ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de tecnologias nas áreas de águas de abastecimento, águas residuárias (esgoto), resíduos sólidos (lixo e biossólidos lodos) que sejam de fácil aplicabilidade, baixo custo de implantação, operação e manutenção, bem como visem à recuperação ambiental dos corpos d’água e à melhoria das condições de vida da população, especialmente as menos favorecidas e que mais necessitam de ações nessas áreas.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Esta publicação é um dos produtos da Rede de Pesquisas sobre o tema “Desenvolvimento e aperfeiçoamento de tecnologias de condicionamento e de reúso de águas residuárias, considerando a qualidade do efluente tratado necessária para as possíveis utilizações e para atender ao padrão do enquadramento e aos múltiplos usos dos corpos d’água” do Programa de Pesquisas em Saneamento Básico – PROSAB - Edital 05, coordenada pelo Prof. Francisco Suetônio Bastos Mota do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Universidade Federal do Ceará.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem O estudo do verde é de fundamental importância para se entender a organização do espaço tanto rural, quanto urbano. No semiárido do nordeste do Brasil, por exemplo, especificamente em áreas do Agreste de Pernambuco verificase que, em ambos os espaços urbano e rural, há uma nítida falta de conexão entre o verde e o homem devido ao fato de se perceber que os elementos componentes da flora nativa e da paisagem típica dos sertões, passam a dar lugar ao exotismo das palmas e gramíneas para a formação de pastagens nas áreas rurais enquanto que na area urbana, a arborizacao e o paisagismo passam a ser compostos, predominantemente, de exóticas nas calçadas e outros espaços públicos ficando os cultivos de plantas nativas ou não, ornamentais ou medicinais restritas aos quintais e jardins, os quais se aproximam da flora local.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Apresentação: Esta publicação é um dos produtos resultantes da Rede de Pesquisas formada no âmbito do Edital 02 do Programa em Saneamento Básico (PROSAB) em torno do tema Métodos alternativos de desinfecção da água, e que foi coordenada pelo Prof. Luiz Antônio Daniel, da Escola de Engenharia de São Carlos – USP.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Este livro nos traz uma série de trabalhos de pesquisa os quais nos levam a (re) pensar sobre a cidade na qual escolhemos para viver. (Re) pensar sobre as formas de ocupação e o desenho urbano dos seus espaços, sobre a qualidade de vida urbana, sobre o tratamento dado ao patrimônio cultural e natural, sobre a habitação da maioria da população, sobre novas formas de participação da sociedade nos processos de planejamento e de projeto, sobre metodologias de planejamento mais eficazes, sobre o “outro” nos projetos de intervenção urbana, enfim (re) pensar uma cidade mais sustentável e mais humanizada.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem A presente obra é fruto de uma profunda reflexão da autora, como pesquisadora, e profissional militante no campo do Direito Urbanístico, com grande experiência na gestão municipal de políticas públicas habitacionais. Poucos são os trabalhos que fazem um diálogo interdisciplinar que permita ao leitor compreender as distintas dinâmicas entre o viés jurídico, político-urbanístico e ambiental, na questão da reforma urbana e a problemática socioambiental decorrente da ocupação dos assentamentos irregulares em APP – áreas de Preservação Permanente, e que ofereçam um aprofundamento da análise deste confronto de interesses, de forma tão abrangente e ao mesmo tempo tão detalhado como o faz a autora nesta obra, elucidando questões complexas como a vulnerabilidade das classes menos favorecidas frente a gestão equivocada das políticas habitacionais e a desconsideração aos impactos ambientais urbanos.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Esta publicação é um dos produtos da Rede de Pesquisas sobre o tema “Desenvolvimento e otimização de tecnologias de tratamento de águas para abastecimento público, que estejam poluídas com microrganismos, toxinas e microcontaminantes” do Programa de Pesquisas em Saneamento Básico – PROSAB - Edital 05, coordenada pelo Prof. Valter Lúcio de Paula do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Esta publicação é um dos produtos da Rede de Pesquisas sobre “Tratamento, disposição e reciclagem de resíduos sólidos, com ênfase no tratamento do lixiviado e tendo em vista a proteção dos corpos d’água” do Programa de Pesquisas em Saneamento Básico – PROSAB - Edital 05, coordenada pelo Profa. Luciana Paulo Gomes do Programa de Engenharia Civil da Universidade do vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. O PROSAB visa ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de tecnologias nas áreas de águas de abastecimento, águas residuárias (esgoto), resíduos sólidos (lixo e biossólidos), manejo de águas pluviais urbanas, uso racional de água e energia, que sejam de fácil aplicabilidade, baixo custo de implanta- ção, operação e manutenção, bem como visem à recuperação ambiental dos corpos d’água e à melhoria das condições de vida da população, especialmente as menos favorecidas e que mais necessitam de ações nessas áreas. Até o final de 2008 foram lançados cinco editais do PROSAB, financiados pela FINEP, pelo CNPq e pela CAIXA, contando com diferentes fontes de recursos, como BID, Tesouro Nacional, Fundo Nacional de Recursos Hídricos (CT-HIDRO) e recursos próprios da Caixa. A gestão financeira compartilhada do PROSAB viabiliza a atuação integrada e eficiente de seus órgãos financiadores que analisam as solicitações de financiamento em conjunto e tornam disponíveis recursos simultaneamente para as diferentes ações do programa (pesquisas, bolsas e divulgação), evitando a sobreposição de verbas e tornando mais eficiente a aplicação dos recursos de cada agência.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Os problemas relacionados à produção de resíduos sólidos urbanos, o popular “lixo”, vem despertando o interesse de diferentes profissionais e podem ser abordados sob diferentes enfoques: o ambiental, o social, o da educação ambiental e do econômico. Este livro foi organizado pela ANAP – Associação Amigos da Natureza da Alta Paulista, que tem importante atuação na cidade de Tupã (SP) e região e nos apresenta textos que são resultados de pesquisas realizadas e que refletem a importância de se estudar os resíduos sólidos.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Resíduos Sólidos: Notas Sobre a Atuação do Estado é uma compilação de materiais acadêmicos, papers e entrevistas temporalmente inscritas no período pertinente a duas investigações em nível de pós-doutoramento com foco na problemática dos resíduos sólidos brasileiros (PNPD/Fundação CAPES, 2015 e UNICAMP/CNPq, 2011).

[ Acessar Conteúdo ]

imagem O livro “Riscos e Vulnerabilidades Ambientais” consiste em mais uma importante iniciativa da ANAP em promover publicações que trazem contribuições significativas em estudos ambientais e que sejam de cunho interdisciplinar. A temática que engloba os riscos e vulnerabilidade deve ser necessariamente composta por pesquisas e experiências que contemplem as mais diversas ciências e áreas de conhecimento, por se tratar de conceitos muito amplos e abrangentes.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Este livro é publicado pelo Programa de Publicações da Pró-Reitoria de Extensão Universitária da Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" (UNESP). Obs: Necessita de cadastro gratuito para acessar o livro.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Em 1997 iniciou-se no Brasil o PROSAB – Programa de Pesquisa em Saneamento Básico, programa de pesquisa induzida na área. O PROSAB foi concebido para, mediante uma conjunção de esforços entre agências governamentais de fomento, instituições de pesquisa e pesquisadores, oferecer, à área de saneamento do país, desenvolvimentos tecnológicos que incorporassem o princípio da tecnologia apropriada, englobando critérios como simplicidade, custo compatível e sustentabilidade face às particularidades regionais e nacionais. Essa iniciativa supõe ainda a visão de que tecnologias com tais características detêm o potencial de contribuir para a universalização, com eqüidade, do atendimento às populações com serviços de saneamento e assim combater uma importante face da exclusão social, que afasta parcela expressiva da população dos direitos da cidadania.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Este texto é resultado do projeto de pesquisa “Manual de qualificação de assentamentos urbanos degradados”, sob a sigla REFAVELA, financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), por meio do convênio 01.04.0479.00, e pela Caixa Econômica Federal (CAIXA), no âmbito do Programa HABITARE, Programa de Tecnologia da Habitação. O trabalho objetivou a realização de estudos voltados para a identificação, o registro, a avaliação e a integração de experiências de intervenções de recuperação de assentamentos urbanos degradados no país, especificamente a urbanização de favelas.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem O livro “Uso de Sistemas de Informação Geográfica na Análise Ambiental em Bacias Hidrográficas” demonstra como a utilização de técnicas geoespaciais, tais como o Sensoriamento Remoto e o SIG, pode auxiliar no planejamento ambiental no âmbito da bacia.

[ Acessar Conteúdo ]

imagem Esta publicação é um dos produtos da Rede de Pesquisas sobre “Racionalização do uso de água e conservação de energia em sistemas de abastecimento públicos e em edificações, por meio de redução no consumo, reaproveitamento de fontes alternativas e outras formas de uso racional da água” do Programa de Pesquisas em Saneamento Básico – PROSAB - Edital 05, coordenado pelo Prof. Ricardo Franci Gonçalves do Departamento de Engenharia Ambiental da Universidade Federal do Espírito Santo. O PROSAB visa ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de tecnologias nas áreas de águas de abastecimento, águas residuárias (esgoto), resíduos sólidos (lixo e biossólidos), manejo de águas pluviais urbanas, uso racional de água e energia, que sejam de fácil aplicabilidade, baixo custo de implanta- ção, operação e manutenção, bem como visem à recuperação ambiental dos corpos d’água e à melhoria das condições de vida da população, especialmente as menos favorecidas e que mais necessitam de ações nessas áreas.

[ Acessar Conteúdo ]
Acervo da Unoeste e disponibilidade na web:

Selecione a área