CAMPUS:
Telefone 0800 771 5533
Você está em: Notícias

Liga Multiprofissional de Reabilitação tem primeira reunião

Objetivo é integrar a especialidade médica em Fisiatria com os demais cursos como Enfermagem, Fisioterapia e Fonoaudiologia


email facebook twitter whatsapp

Foto: Erika Foglia Liga Multiprofissional de Reabilitação tem primeira reunião
Mesa-redonda foi realizada no primeiro encontro da nova liga

Com o objetivo de integrar diversas profissões na reabilitação de pacientes, a Liga de Fisiatria, do curso de Medicina da Unoeste, se uniu com as graduações de Enfermagem, Fisioterapia e Fonoaudiologia. A primeira reunião desses cursos, que resultou em uma nova liga denominada Liga Multiprofissional de Reabilitação, aconteceu na tarde dessa quarta-feira (9), no Ambulatório Profª Ana Cardoso Maia de Oliveira Lima.
 
De acordo com a presidente da Liga de Fisiatria, a estudante do 11º termo de Medicina, Ismaylim Banar, a necessidade de se unir com as demais profissões da área da saúde surgiu porque a reabilitação engloba uma atuação multiprofissional. Dessa maneira, a ideia de convidar as outras áreas se deu para um melhor entendimento do paciente como um todo para todos os envolvidos na liga. “A fisiatria trabalha principalmente com a reabilitação de pacientes e não só o médico é responsável por essa reabilitação completa. É questão de começarmos a debater sobre um tratamento global e mais eficaz para esse paciente, o fisiatra não trabalha sozinho, ele precisa do auxílio desses outros profissionais”, explica.
 
Para o Dr. Gabriel de Oliveira Lima Carapeba, diretor/coordenador da Faculdade de Medicina da Unoeste e preceptor da liga, a reabilitação começa a trabalhar quando a luz da vida do paciente está prestes a se extinguir por falta de comprometimento ou de conhecimento de qualquer uma das áreas que está atendendo ele. Este é o momento em que entra a equipe multidisciplinar de reabilitação.
 
“Achei muito importante no início que nós tivéssemos um semestre de encontros só da Medicina porque a fisiatria é uma especialidade médica e muitos médicos não têm sequer ideia do que isso significa. Então, era importante passar para os alunos no início o que significa essa especialidade médica de reabilitação, quais são as atuações, para depois nos reunirmos e mostrar como funciona o trabalho em equipe. Agora estamos na segunda fase da liga, sendo, a partir de agora, multiprofissional”, salienta Carapeba.
 
Foto: Erika Foglia Dr. Gabriel Carapeba ao lado dos demais professores e coordenadores representantes da Liga Multiprofissional de Reabilitação
Dr. Gabriel Carapeba ao lado dos demais professores e coordenadores representantes da Liga Multiprofissional de Reabilitação

Para discutir o assunto, uma mesa-redonda foi organizada neste primeiro encontro com o objetivo de cada profissional apresentar seu trabalho específico de acordo com um estudo de caso. Mediada pelo coordenador da Fisioterapia, Dr. Carlos Eduardo Assumpção de Freitas, participaram do debate os também professores da Unoeste Caroline Brandão Pires de Almeida, representando a Enfermagem, Meire Aparecida Judai Barreto, da Fonoaudiologia, Weber Gutemberg Alves de Oliveira, da Fisioterapia, além do Dr. Gabriel, representando a Medicina.
 
Para a coordenadora do curso de Enfermagem, Maria Nilda Camargo de Barros Barreto, a ideia do Dr. Gabriel em unir as outras profissões em uma liga que trata a reabilitação de pacientes veio ao encontro dos anseios da Enfermagem e dos demais cursos. “Nós já atuamos na área da reabilitação nas áreas específicas de atendimento à saúde. Agora, através dessa liga multiprofissional, estudaremos a possibilidade de oferecer ao paciente de forma integral o cuidado da enfermagem articulado às outras profissões. Isso faz toda a diferença no resultado. Achamos ótima a ideia de possibilitar esse conhecimento diferenciado aos nossos alunos”, finaliza.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem