CAMPUS:
Telefone 0800 771 5533
Você está em: Notícias

Ferramenta de tradução em libras beneficia usuários de site

Hand Talk foi um dos fatores de decisão de escolha de estudante deficiente auditiva para cursar a pós em Psicomotricidade na Unoeste


email facebook twitter whatsapp

Foto: Gabriela Oliveira Ferramenta de tradução em libras beneficia usuários de site
Ferramenta de acessibilidade em libras é muito fácil de ser utilizada por qualquer pessoa


Acessibilidade. Este foi um dos fatores determinantes para que a aluna da pós-graduação lato sensu em Psicomotricidade, Educação e Aprendizagem, através da Educação a Distância (EAD), Diomara Dias, escolhesse a Unoeste para se especializar. A estudante, de 47 anos, que também é professora do ensino fundamental da rede estadual, representa o Grupo de Deficientes de Bauru (SP), sua cidade atual. Ela possui deficiência auditiva e parabenizou a universidade por disponibilizar a ferramenta Hand Talk, que oferece tradução em libras na página da instituição.
  
Diomara conta que começou sua especialização no início de 2019 e que conheceu o site da Unoeste pouco antes de se matricular a fim de indicar o portal para seus amigos também deficientes auditivos. “Acredito que ações inclusivas como esta se tratam de um grande exemplo a ser seguido, tendo em vista que por várias vezes esbarrei em dificuldades de informações por não existir uma preocupação em atender a todos os usuários, deficientes ou não”, salienta.

De acordo com a estudante, o país precisa de iniciativas como esta da Unoeste, que se mostra empenhada em tornar acessível às informações necessárias a todos os interessados. “Parabenizo toda a equipe responsável por isso e agradeço a universidade por disponibilizar essa ferramenta. Como deficiente auditiva, acredito que esta iniciativa mereça mais divulgação porque realmente é eficaz no que se propõe”, diz.

A professora, coordenadora dos cursos de Pedagogia presencial e EAD da Unoeste, e membro do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NAI) da universidade, Dra. Danielle Santos, explica que o núcleo atua na definição das ações de acessibilidade, em suas diferentes vertentes: estrutural ou física, pedagógica, atitudinal, comunicacional e outras, que se fazem presentes para o atendimento do público com deficiência da instituição.

“Por meio de um plano de gestão do NAI, são realizados diálogos com gestores, professores, funcionários, estudantes e outras pessoas que fazem parte da Unoeste, no sentido de garantir que a acessibilidade seja norteada de todas as nossas ações, desde o momento em que o estudante tem interesse por algo, bem como acesso ao nosso vestibular, matrícula e desenvolvimento dos estudos”, informa Danielle.

A ferramenta Hand Talk está em funcionamento desde 2018. “Todas as ações do NAI visam o feedback positivo dos usuários. Ao saber que as pessoas, independentemente de suas características, conseguem acessar nossos meios de comunicação e com eles sentir-se incluídas, podemos ter a certeza de que impactamos efetivamente o público que já faz parte da Unoeste, e também o público que procura a instituição para sua formação”, revela a professora Danielle.

De acordo com o coordenador de Web da Unoeste e também integrante do NAI, Eduardo Rizo, depois do incentivo do núcleo sobre oferecer alguma ferramenta que permitisse acessibilidade em Libras, foi feita uma pesquisa sobre as disponíveis no mercado e a mais simples e eficaz foi a Hand Talk. “Fizemos vários testes e essa foi a ferramenta que mais apresentou resultado positivo, segundo nossos especialistas. O primeiro idioma do surdo muitas vezes é a Libras e não o português, então, oferecer uma tradução perfeita para esse público era nosso principal objetivo”, completa.
 
Como utilizar – O Hand Talk está localizado do lado direito superior da sua tela com a imagem de duas mãos simbolizando o movimento em Libras. Ao clicar, o personagem da ferramenta já se apresenta e a partir daí qualquer usuário pode navegar no site da Unoeste facilmente conforme forem feitas as solicitações com os cliques.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem