CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Escola estadual implanta horta com irrigação automatizada

Sistema diferenciado foi desenvolvido pelo curso de Agronegócio na Escola Professor Joel Antônio de Lima Genesio


email facebook twitter whatsapp

Foto: Gabriela Oliveira Escola estadual implanta horta com irrigação automatizada
Horta foi idealizada pelo curso de Agronegócio da Unoeste
Foto: Cedida Escola estadual implanta horta com irrigação automatizada
Alunos finalizaram o projeto com o plantio das mudas nesta terça-feira (29)

Imagine uma horta com diversos tipos de verduras como alface, rúcula, almeirão, cheiro verde e agrião! Agora pense em algo ainda melhor, não se preocupar em irrigar essa horta nos dias de correria, feriado ou finais de semana, pois isso é feito de forma automatizada: com hora e duração agendada! Na Escola Estadual de Ensino Integral Professor Joel Antônio de Lima Genesio de Presidente Prudente, esse tipo de produção tornou-se uma realidade, graças a uma parceria da instituição com o superior de tecnologia em Agronegócio da Unoeste. Sob a orientação do professor Dr. Alexandre Godinho Bertoncello, um grupo de alunos do 5º termo idealizou esse sistema. Nesta terça (29), o projeto foi finalizado com o plantio das mudas que contou com a participação dos estudantes dessa unidade de ensino.
 
A diretora da escola, Maria Cecilia Dugaich Ribeiro Martins revelou que sempre houve interesse em cultivar uma horta, entretanto, os períodos de recessos eram um empecilho. Descreve que a unidade de ensino desenvolve disciplinas eletivas que têm a adesão voluntária dos alunos. “A partir daí, buscamos parcerias para as realizações de diferentes projetos, o que resultou nesse trabalho em conjunto com a Unoeste que ocorre por meio da disciplina de ecoturismo”, conta.
 
De acordo com Bertoncello, o apoio do Agronegócio é resultado de um projeto empreendedor idealizado por um grupo de alunos da graduação. “Nossos universitários planejaram todas as fases: desde os materiais empregados, mão-de-obra até a construção da estrutura da horta e da irrigação. Já as mudas plantadas foram escolhidas pelos próprios estudantes da escola fundamental, após uma palestra que realizamos sobre esse assunto”, relata.
 
O docente da Unoeste destaca que a principal intenção foi fornecer uma ferramenta capaz de contribuir com a realidade desse local. “O principal diferencial dessa horta é a irrigação por gotejamento que é feita por meio de um sistema automatizado que possui um temporizador. A cada 8 horas, as mudas são irrigadas por duas horas seguidas, que é o tempo ideal. Além da economia de água, essa unidade poderá contar com variedades como almeirão, alface, rúcula, agrião e cebolinha que poderão ser utilizadas no preparo da merenda dos estudantes”, diz.
 
O acadêmico João Luiz Mauri, 24, avalia que essa iniciativa valeu a pena. “Foi uma experiência muito bacana. Estamos contentes em ver que o nosso projeto deu certo e poderá ser útil para a comunidade”. Quem também agradece é a diretora Maria Cecília. “Essa contribuição é muito bem-vinda, pois a nossa grande dificuldade é estabelecer parcerias para o desenvolvimento de projetos. Considero que essa atividade foi um sucesso, já que todos os envolvidos foram beneficiados: os acadêmicos com a experiência para a futura atuação e, nós, com o recebimento dessa horta”, conclui.

GALERIA DE FOTOS

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem