CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Enfermagem, VEM e Rotarys realizam testes de Covid em idosos

Ação teve início na manhã desta quarta-feira (12) no Lar São Rafael, em Presidente Prudente


email facebook twitter whatsapp

Foto: Mariana Padovan/Secom Enfermagem, VEM e Rotarys realizam testes de Covid em idosos
Neste primeiro dia, 128 pessoas foram testadas no Lar São Rafael

O curso de Enfermagem da Unoeste e a Residência Multiprofissional em Saúde do Idoso do Hospital Regional (HR), em parceria com a Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM) e com os Rotarys Clubs de Presidente Prudente, deram início na manhã desta quarta-feira (12) às testagens da Covid-19 em cerca de 300 idosos nas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) do município. Neste primeiro dia, os professores e estudantes estiveram no Lar São Rafael, onde foram testados 128 idosos.

Os testes que estão sendo feitos são os denominados RT-PCR – Transcrição reversa seguida de reação em cadeia polimerase, e não o rápido. Após a coleta, todo o material será enviado ao Instituto Adolfo Lutz (IAL).  Nestes primeiros dois dias os testes foram adquiridos pelos Rotarys da cidade e o curso de Enfermagem, juntamente com os profissionais da VEM, entram com a parte profissional de coleta. 

De acordo com uma das professoras responsáveis pela ação, Dra. Larissa Sapucaia Esteves, os estudantes e residentes da Unoeste receberam todo treinamento e EPIs necessários da VEM e estão compreendendo de forma mais ampliada a necessidade de cuidados específicos com a população idosa. “Os alunos, que escolheram a profissão de enfermeiros, através de ações como esta começam a compreender desde os bancos acadêmicos que nas situações de crise da saúde todo apoio é fundamental. O enfermeiro é uma das peças principais do sistema de saúde e atuar com toda segurança e conhecimento é o que a população mais precisa”, diz.

A docente explica ainda que de acordo com a Deliberação CIB nº 55/2020, assinada pelo secretário de estado da saúde no dia 1º de julho, possibilitou a ampliação da testagem diagnóstica em todo o estado de São Paulo por meio de ações integradas de vigilância em saúde e assistência. 

Foto: Mariana Padovan/Secom Após a coleta, todo o material será enviado ao Instituto Adolfo Lutz (IAL)
Após a coleta, todo o material será enviado ao Instituto Adolfo Lutz (IAL)

“Dentre os objetivos está o de investigar grupos mais vulneráveis para infecção e gravidade. Dentre esses grupos, destaca-se os idosos que residem em Instituições de Longa Permanência para Idosos, as casas de repouso, que em sua maioria são longevos, ou seja, possuem mais de 80 anos de idade e encontram-se em processos de fragilização e com maior vulnerabilidade.  A população idosa institucionalizada é ainda mais vulnerável aos agentes biológicos do tipo do vírus causador da Covid-19 em razão do grau de fragilidade e de comorbidades por doenças crônicas”, explica Larissa.

Para a supervisora da Vigilância Epidemiológica, Elaine Bertacco, a parceria com a Unoeste, não apenas nesta, mas em muitas outras ações municipais, é essencial, uma vez que o sucesso das atividades é o principal objetivo das partes. 

“Estou na VEM desde 2008 e em todos os eventos que fazemos eu busco a Unoeste, pois já estive do outro lado enquanto aluna e penso muito no aprendizado desses futuros profissionais. Da mesma maneira, a universidade é sempre muito solícita com nossos trabalhos nos cedendo professores e estudantes para colaborar com a Secretaria Municipal da Saúde como um todo. Só tenha a agradecer essa parceria e principalmente neste cenário de pandemia, mais especificamente com essas testagens com os idosos, imediatamente pensamos na Unoeste para nos ajudar”, salienta Elaine. 

As testagens continuam nesta quinta (13) na Vila da Fraternidade, com mais 53 testes. Os trabalhos acontecerão a partir das 9h. 

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem