CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Intepp adota medidas e ajustes para obter certificação Cerne

Busca de qualificação em inovação tem comprometimento com o desenvolvimento de Presidente Prudente e região


email facebook twitter whatsapp Linkedin

Foto: Homéro Ferreira Intepp adota medidas e ajustes para obter certificação Cerne
Fernanda Bagli: proposta de potencializar parcerias e novos projetos

A Incubadora Tecnológica de Presidente Prudente (Intepp) está empenhada na busca da certificação Cerne, sigla do Centro de Referência para Apoio de Novos Empreendimentos.  O anúncio é feito com a posse da nova gerente Fernanda de Lima Bagli, graduada em administração; especialista em gestão de projetos e em gestão de pessoas; e mestre na sua área de formação profissional, com ênfase em inovação. Em sua atuação possui experiências como professora universitária e supervisora de prática profissional. 

Conforme o presidente da Intepp, professor Dione Ferrari, a nova gerente tem um perfil que se encaixa muito bem com as necessidades da incubadora.  Diz ainda que Fernanda chega em um momento muito bom e de muito trabalho, incluindo a missão de buscar a certificação. Busca que envolve processos que incluem a reestruturação do espaço físico com instalação de coworking e novos mobiliários, contando com recursos obtidos junto ao governo.

Dione conta que no final do ano passado, em conjunto com o então gerente Wilson Kunze, ocorreu a graduação da maior parte dos projetos, com o propósito de promover ajustes dos que permaneceram em continuidade e formalizar os novos dentro dos padrões do modelo de certificação. “A Fernanda chega com muita coisa para fazer diante de todo esse fluxo de reestruturação e momento bom no ecossistema do empreendedorismo de Presidente Prudente”, comenta o presidente da Intepp.

Fomento ao ecossistema

Quanto ao ecossistema, Dione cita a união dos principais players da cidade: instituições de ensino superior, Fundação Inova Prudente, Associação Comercial e Empresarial de Presidente Prudente (Acipp) e o escritório regional do Serviço Brasileiro de Apoio à Pequena e Micro Empresa (Sebrae) que neste momento estão envolvidos na realização do Start Presidente Prudente, em parceria com a Associação Brasileira de Startups (Abstartups).

Foto: João Paulo Barbosa Emerson Dória, Dr. Eduardo Creste, Fernanda Bagli e Dione Ferrari
Emerson Dória, Dr. Eduardo Creste, Fernanda Bagli e Dione Ferrari

Ao assumir a função de gerente da Intepp, Fernanda disse que as suas atribuições principais estão concentradas na certificação Cerne, em potencializar as parcerias no sentido de prospectar novos projetos, e à reforma do espaço físico e contratação de consultoria necessária ao processo de certificação. Seu entendimento é o de estar diante do desafio de contribuir para fomentar o ecossistema com projetos que ajudem no avanço socioeconômico da cidade e região.

Qualificação do ambiente 

A obtenção do Cerne é uma espécie de ISO, a sigla da Organização Internacional para Padronização que tem o objetivo de promover o desenvolvimento de normas, testes e certificação; para estimular bons serviços e produtos de qualidade. O Cerne é uma plataforma para qualificar ambiente de inovação e sua estruturação resultado do envolvimento das expertises do Sebrae e da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Ambientes Inovadores (Anprotec). 

Acompanhada do presidente Dione e do tesoureiro da Intepp, o professor Emerson Silas Dória da Faculdade de Informática de Presidente Prudente (Fipp), Fernanda foi apresentada na manhã desta quinta-feira (19) ao pró-reitor acadêmico da Unoeste, Dr. José Eduardo Creste que manifestou a disponibilidade da instituição e contribuir para que a incubadora possa cumprir o seu papel e com isso ajudar à cidade e região atingir novos patamares de desenvolvimento. 

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem