CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Agronomia atende demanda de produtores de goiaba em Taciba

Busca de solução para problemas com os frutos é associada à orientação de medidas gerais de manejo do pomar


email facebook twitter whatsapp Linkedin

Foto: Cedida Agronomia atende demanda de produtores de goiaba em Taciba
Manchas nos frutos motiva a busca de ajuda da Unoeste

A administração pública municipal de Taciba está entre as que mais utilizam dos benefícios proporcionados a Presidente Prudente e região pela Unoeste.  A cidade já recebeu duas edições do Programa Unoeste Transforma e mantém em caráter permanente o Programa “Esse é o meu Lugar”, que envolve estudantes universitários bolsistas da prefeitura, orientados e acompanhados por professores em várias ações. A mais recente demanda atendida pela Unoeste é a de produtores de goiaba no município.

Os frutos estão apresentando problemas decorrentes de doenças fúngicas. “A principal doença encontrada foi antracnose, causada pelo fungo Colletotrichum gloeosporioides (Penz) Sacc. Esta doença causa manchas nos frutos, o que inviabiliza a comercialização para o consumo in natura (mercado de mesa)”, conta o professor da disciplina de Olericultura do curso de Agronomia da Unoeste, Dr. Edgar Henrique Costa Silva, que esteve na quarta-feira desta semana em Taciba.

O encontro com produtores ocorreu na Casa da Agricultura e também esteve presente o diretor da Faculdade de Ciências Agrárias da Unoeste, Dr. Carlos Sérgio Tiritan, também coordenador do curso de Agronomia e pesquisador vinculado ao Programa de Pós-graduação Strictu Sensu em Agronomia, que oferta mestrado e doutorado. Foram recepcionados pela vice-prefeita Fúlvia Letícia Perego e pelo secretário municipal de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, o engenheiro agrônomo Guilherme Calixto Batistela, egresso da Unoeste.

Foto: Cedida Participantes do encontro na Casa da Agricultura
Participantes do encontro na Casa da Agricultura

Produção, condução e manejo

Além do encontro na Casa da Agricultura, foi feita visita à propriedade do produtor José Carlos Gnann. Além de trazerem amostras para análise na universidade, Edgard e Tiritan orientaram os produtores que atendem o mercado de mesa, que cultivam em cada propriedade entre 300 e 1.000 pés de goiaba, sobre medidas gerais de manejo no pomar.

As orientações foram sobre limpeza de restos culturais após a poda, a importância de realizar a poda adequadamente, como manejar a irrigação, uso de produtos fitossanitários e aquisição de mudas de qualidade, pois o problema dos nematoides pode estar em mudas que não foram bem cuidadas. “Falamos sobre aspectos gerais da produção, como poda de condução da planta e manejo da adubação”, diz Edgard.

A ação em caráter de extensão tem continuidade, sendo mais uma resultante de convênio da Prefeitura de Taciba com a Unoeste, desde o primeiro mandato do prefeito Alair Batista e prosseguindo com a sua reeleição em 2020, tendo como vice Fúlvia, que é advogada e doutoranda em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Unoeste.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem