CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Graduação | Medicina | Pesquisa Científica

Medicina

Bacharelado | 12 semestres letivos | Integral | Jaú, Guarujá e Presidente Prudente
  • 2ª Melhor Universidade Particular do Estado de São Paulo

Pesquisa Científica


Buscar projeto por

Resumo:
Estudos a respeito da estabilidade de implantes dentários osseointegráveis em modelos utilizando animais com osteoporose induzida tem sido amplamente realizados. No entanto, há dúvidas sobre a possibilidade de correlação com os dados clínicos em humanos devido às diferenças nos sítios ósseos envolvidos. Deste modo, como investigação inicial, o presente estudo tem como objetivo realizar uma revisão sistemática com meta-análise analisando a taxa de sobrevivência e sucesso de implantes dentários instalados na tíbia de ratas Wistar com osteoporose induzida por ovariectomia para futuramente podermos confrontar os resultados obtidos com os resultados em humanos. Para tanto, este projeto está delineado seguindo os critérios estabelecidos pela colaboração Cochrane (Cochrane Handbook for Systematic Reviews of Interventions - Handbook 5.1.0) para elaboração de revisão sistemática e meta-análise, utilizando-se o critério PRISMA. As análises serão realizadas baseadas no índice PICO. As bases de dados utilizadas serão: Medline/PubMed; Cochrane Library; EMBASE e SciELO buscando-se artigos publicados até 30 de junho de 2021. Será realizado contato adicional com autores quando não for possível realizar a coleta do artigo via sistema nacional on-line ou COMUT. Os estudos serão selecionados de acordo com a estratégia de busca respeitando os critérios de inclusão. Como critérios de inclusão serão considerados os estudos 1) de língua Inglesa; 2) estudos de acompanhamento laboratorial de pelo menos 28 dias do tipo: retrospectivos, prospectivos e ensaios laboratoriais controlados e randomizados. Os relatos de casos serão excluídos da amostra. Os participantes considerados de cada estudo serão ratas Wistar que receberam implantes osseointegráveis em tíbias. Como critérios de exclusão serão considerados os estudos relacionados com metodologia in vitro, pacientes, casos não controlados ou com dados incompletos que não permitam a coleta de informações serão desconsiderados e excluídos. Será organizada uma tabela dos estudos excluídos. Os dados quantitativos coletados dos artigos serão tabulados permitindo análise de relação de risco (RR) com 95 IC (Intervalo de confiança), o peso de contribuição de cada estudo será realizado para fins de cálculo de meta-análise. Os dados dicotômicos serão analisados utilizando risco relativo (RR) e intervalo de confiança (IC) de 95. Dados contínuos serão analisados utilizando a diferença média (DM) e intervalo de confiança (IC) de 95. Para todas as análises realizadas valores significantes serão considerados como sendo o valor de p<0.05.

Protocolo: 7017 Início e Fim: Mês/Ano: 8/2021 - 8/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): HELENA MATSUMOTO BRISOT
Professor(es): PATRÍCIA PINTO SARAIVA

Resumo:
A emergência de cepas bacterianas multirresistentes é um fenômeno alarmante que representa um problema de saúde pública mundial, sendo atualmente a resistência bacteriana aos antibióticos um dos problemas mais relevantes. Também como antimicrobiano, temos o triclosan ou 2,4,4 0 -tricloro-2 0- hidroxidi-fenil éter, que se popularizou por sua eficácia contra bactérias, vírus e fungos, além de possuir amplo espectro e ser utilizado em diversos produtos de consumo, como em cosméticos, sabonetes, desodorantes, enxaguantes bucais, peças plásticas, vestuário e em ambientes hospitalares como antissépticos e desinfetantes. A exposição das bactérias ao triclosan pode inadvertidamente levar as bactérias a desenvolverem uma resistência aos antibióticos em concentrações normalmente letais. Assim, esse trabalho tem como objetivo determinar o perfil de susceptibilidade aos antibióticos e ao biocida triclosan e sua indução de tolerância frente às cepas de Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli. Para isso, será avaliado o perfil de susceptibilidade dessas cepas à antimicrobianos comumente utilizados na prática clínica (imipenem, azitromicina e vancomicina) e ao triclosan, por meio do método de disco difusão (Kirby-Bauer), além disso, será verificada a concentração inibitória mínima dos antibióticos em estudo e do triclosan pelo método da microdiluição em caldo para depois acompanhar a tolerância das bactérias aos antibióticos devido à indução do triclosan. Será realizada microscopia eletrônica de varredura para caracterização do TCS e verificar o efeito do mesmo na célula bacteriana. Com isso, espera-se encontrar a concentração inibitória mínima para cada uma das bactérias analisadas utilizando os antibióticos de estudo, além do antibacteriano triclosan. Concomitantemente, espera-se verificar a tolerância das bactérias aos antibióticos em presença do triclosan, devido a sua capacidade de induzir resistência bacteriana.

Protocolo: 7010 Início e Fim: Mês/Ano: 8/2021 - 8/2022 Programa: PROBIC - Programa de Bolsas de Iniciação Científica
Aluno(s): BARBARA BRASIL SCHELLES DE LIMA
LEONARDO FARIA SILVA
Professor(es): ELIS MARINA TURINI CLARO

Resumo:
Os casos de câncer vêm crescendo mundialmente. No Brasil, a taxa de incidência de câncer de mama é de 61,9 casos a cada 100.000 mulheres e, estima-se que quase 29 mil novos óbitos ocorrerão até 2025. Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, esta neoplasia será a mais incidente nas mulheres em todas as regiões do Brasil. Este trabalho tem como objetivo analisar a tendência de mortalidade das mulheres com câncer de mama, a partir de dados provenientes do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde do Brasil nas cinco regiões do Brasil, entre os anos de 1979 e 2019. Trata-se de um estudo ecológico com dados históricos e públicos de mortalidade por câncer de mama no Brasil, no período de 1979 à 2019. Os dados serão retirados do Sistema de Informação de Mortalidade e estratificados por região, faixa etária, etnia e escolaridade. Os coeficientes de mortalidade serão padronizados para 100 mil habitantes e submetidos à regressão polinomial para modelagem das séries históricas, adotando-se um nível e significância de 5. Espera-se encontrar uma alta tendência de mortalidade de câncer de mama nas regiões brasileiras que tenham menos acesso à saúde e com menos recursos à tratamentos e rastreios precoce, bem como uma maior incidência em regiões mais desenvolvidas, podendo estar relacionado ao número de filhos. Sendo assim a localização topográfica, possivelmente desempenhará um papel crucial na sobrevida destas pacientes.

Protocolo: 6993 Início e Fim: Mês/Ano: 8/2021 - 7/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): JUDI MELONI NORONHA
ANA CLARA SILVEIRA
Professor(es): CLAUDIO LERA ORSATTI
FERNANDA PATARO MARSOLA RAZERA

Resumo:
O câncer de mama é o mais comum e a principal causa de morte pela doença em mulheres no mundo todo. A pandemia de COVID-19 , decretada em março de 2019 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), exigiu dos serviços de saúde uma reorganização para o atendimento da demanda, além de medidas sociais pelos governantes como o distanciamento e isolamento. Esse cenário influenciou significativamente na realização de exames para o diagnóstico da doença. O objetivo dessa pesquisa consiste em investigar o impacto da pandemia no rastreamento do câncer de mama no Sistema Único de Saúde, além de comparar os dados obtidos com os de outros países. Para isso, será realizado um estudo observacional transversal quantitativo, com referências provenientes do Sistema de Informação do CâncerSISCAN sobre o número de mamografias feitas de 2014 a 2021, por paciente, no Brasil.

Protocolo: 6986 Início e Fim: Mês/Ano: 8/2021 - 4/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): ANE CAROLINE TEDESCHI GONCALVES
NATALIA MARTINS FARIA
FELIPE AUGUSTO RODRIGUES MURAT
Professor(es): FERNANDA PATARO MARSOLA RAZERA

Resumo:
A Neurologia é a área da medicina que trata de todas condições clínicas que envolvem o Sistema Nervoso Central e Periférico incluindo: cefaleias, doenças cerebrovasculares, distúrbios do movimento (Parkinson, tremores, etc), demências e outras alterações cognitivas, doenças desmielinizantes (como a Esclerose Múltipla), afecções neuromusculares e epilepsias em geral, além de lidar muitas vezes com infecções do SNC (1,2). Para se especializar em neurologia, o médico deve cursar uma Residência Médica, ou em alguns casos específicos a Pós-Graduação também é reconhecida como tal, ao término dessa formação o médico deverá proceder à Prova de Título da Academia Brasileira de neurologia (1). A neurologia, por ser considerada uma especialidade médica complicada, fazendo os acadêmicos perceberem que as características de um currículo nessa área seja um desafio. As dificuldades da neurologia vão desde os nomes dos exames médicos solicitados, até a realização prática desses exames os quais não são rotineiros para outras áreas (1). A maioria dos livros apenas confirma esse temor à medida que os estudantes encontram nesses livros uma numerosa quantidade de detalhes sobre muitas doenças raras do sistema nervoso, fazendo com que se perguntem: que espécie de memória prodigiosa deve ter alguém que escolhe essa especialidade? Já no capítulo 1 do livro Princípios de Neurologia de Victor e Adams, desde edições muito anteriores os autores se referem a todas essas dificuldades e acreditam que grande parte delas pode ser vencida pela utilização dos princípios básicos da clínica medica. Primeiro, e principalmente, é necessário conhecer o método clínico e adquirir familiaridade com seu uso (2). Agora, já familiarizados com a neurologia, buscamos um entendimento maior sobre a neurocirurgia. De acordo com a Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN), a residência em Neurocirurgia, em Serviço Credenciado, tem por objetivo promover a formação de um especialista, capaz de desenvolver e executar programas de assistência, ensino e pesquisa nas áreas de abrangência da neurocirurgia (3). Neste manual a palavra residente se aplica a todos médicos em treinamento em Neurocirurgia, credenciados ou não credenciados na CNRM (4). Em relação ao pré-requisito a admissão no programa, a SBN declara: Concluídas as formalidades de seleção e classificação dos candidatos ao programa de Residência nos serviços credenciados SBN ou SBN/MEC, todos os Residentes deverão ser cadastrados na SBN, relatando as suas atividades clínicas e cirúrgicas no portal da SBN. As inscrições devem ser validadas pelo chefe do Serviço ou seu substituto, formador para que seja iniciada a Residência (4). Segue explicitando as competências de um Neurocirurgião, são elas (3,4): o A complementação de conhecimentos sobre o desenvolvimento, a morfologia e a função do Sistema Nervoso. o A aquisição de conhecimentos sobre a patologia própria do sistema nervoso. o A habilidade de interrogar e examinar o doente neurológico, assim como realizar e/ ou interpretar os exames complementares específicos da especialidade. o A capacidade de discernir, no doente neurológico, problemas relacionados com outros sistemas do organismo. o O treinamento neurocirúrgico e o envolvimento na atenção às urgências e emergências traumáticas e não traumáticas. o O desenvolvimento de habilidades cirúrgicas relacionadas com a abordagem do sistema nervoso central e periférico. o O reconhecimento da importância do trabalho em grupo e a necessidade de relacionamento com outras especialidades. o A aquisição de conhecimentos de bioética e suas relações com o erro médico. Assim, entende -se que a Neurocirurgia é a especialidade que se encarrega do diagnóstico e tratamento de pacientes com lesões ou doenças do cérebro, da coluna, da medula e dos nervos periféricos (4). Os neurocirurgiões podem realizar o tratamento clínico e cirúrgico de um grande número de doenças (3). Os pacientes neurocirúrgicos têm em alto risco de complicações neurológicase sistêmicas, mesmo em procedimentos eletivos. As complexidades inerentes desta população, as internações prolongadas, os procedimentos de urgência e de emergência e as complicações secundárias acabam por aumentar o risco basal (4). Sabe-se que a doença neurológica tem grande importância epidemiológica e impacto social na população brasileira, existe uma elevada prevalência de pessoas com sequelas neurológicas e elevada taxa de mortalidade. Segundo o Sistema de Informação sobre Mortalidade, em 2018, 1.137 pessoas morreram, no Brasil, em razão de doenças do Sistema Nervoso. A Organização Mundial de Saúde (OMS), estima uma tendência ao aumento progressivo do número de óbitos atribuídos a doenças cerebrovasculares que, provavelmente, alcançarão 12,2 da mortalidade mundial até 2030 (3). As complicações neurológicas mais observadas no pós-operatório de cirurgias cranianas eletivas incluem diminuição do nível de consciência, vasoespasmo cerebral, convulsões refratárias, reoperação, hemiparesia e hematoma intraparenquimatoso. Em cirurgias não eletivas, também são relatadas hipertensão intracraniana, deficits motores, hematoma subdural recorrente, hemorragia intraparenquimatosa, vasospasmo e convulsões. As complicações sistêmicas no pós-operatório de neurocirurgias eletivas incluem náuseas e vômitos, hipotensão, desconforto respiratório e infecção do sítio cirúrgico. Em cirurgias não eletivas, também estão presentes dor e infeções nosocomiais (4,6). Haja visto que cirurgias de coluna acontecem com bastante frequência e incidem principalmente em pacientes jovens, na maioria do sexo masculino. Marjoritariamente as causas são acidente de trânsito, perfuração por armas de fogo e mergulho em águas rasas. Sabe-se que a coluna vertebral tem um papel extremamente importante na postura sendo relacionada a sustentação do peso corpóreo, na locomoção e na proteção da medula espinhal e de raízes nervosas. As principais patologias que envolvem lesão na coluna são: Escoliose; Espondilolistese e Hérnia de Disco. Vale mencionar que a principal cirurgia, de acordo com o Caderno de Enfermagem disponibilizado pelo Ministério da Saúde, é a Artrodese, ela fixa vértebras vizinhas com uma ponte de osso, garantindo força, estabilidade e alinhamento das mesmas. A fim de garantir sucesso pós cirúrgico é importante iniciar os cuidados ainda com o paciente hospitalizado, adaptando-o a sua nova condição e conscientizar a família e cuidadores da importância de dar continuidade aos cuidados planejados e prevenir possíveis complicações. (9) Observa-se, na literatura, uma escassez de estudos relacionados à determinação do estado da arte do paciente neurocirúrgico em pós-operatório. Um instrumento eficaz para pós-operatório, principalmente, é a Escala Visual Analógica - EVA ela consiste em um escore de aferição da intensidade de dor, através da visão do paciente. Assim, pode-se determinar como os nervos que transmitem a informação da dor, estão trabalhando. É uma informação de relevância, pois auxilia o médico a escolher um tratamento benéfico, com especificidade para cada tipo de dor. (10) Devido as complicações neurológicas e sequelas observadas no pós-operatório de pacientes da neurocirurgia, grande ênfase deve ser dada no estudo de qualidade de vida desses pacientes. O uso de questionários para avaliação da qualidade de vida tem grande importância, também, por permitir a comparação das patologias entre si (5,6). Preocupados com a qualidade de vida dos pacientes, os pesquisadores se propuseram a aplicar a Escala Analógica da Dor nos pacientes já denominados, com a intenção de colaborar com a área da neurocirurgia.

Protocolo: 6804 Início e Fim: Mês/Ano: 4/2021 - 11/2021 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): PENELOPE LOGUERCIO QUINETTE
STEPHANIE FERRO SCHULTHEIS
SABRINA BRATIFISCH RONCADA WEHBE
Professor(es): ROSEMEIRE SIMONE DELLACRODE GIOVANAZZI
VINICIUS CORALINO DOS REIS PEREIRA

Resumo:
A transição entre a adolescência e a fase adulta é caracterizada por inúmeras transformações na vida dos indivíduos, à considerar as dimensões biopsicossociais. Muitas vezes, os jovens apresentam dificuldade no enfrentamento das novas responsabilidades, principalmente diante o desafio de viver no mundo adulto e escolher os caminhos relacionados à profissão e ao mercado de trabalho. A escolha de uma carreira profissional é uma das etapas mais importantes que estão presentes na vida das pessoas. Dentre as formas para o ingresso no mercado de trabalho, o ensino superior tem sido optado em maior frequência e, em se tratando do curso de Medicina, é comum a busca por cursos preparatórios para o vestibular, tendo em vista a concorrência e a alta exigência dos processos seletivos. Diante disso, se não bem elaborada, essa fase preparatória para o vestibular poderá ser geradora de estresse e desencadear sintomas de transtornos mentais, tais como ansiedade e depressão. Nessa perspectiva, o presente estudo tem por objetivo avaliar os indicadores de estresse, ansiedade e depressão em uma amostra de estudantes de cursos pré-vestibulares e discorrer sobre as prováveis diferenças de médias de respostas, ao inferir variáveis sociodemográficas sobre os resultados do instrumento aplicado. A pesquisa trata-se de um estudo transversal, descritivo, inferência e quantitativo.

Protocolo: 6793 Início e Fim: Mês/Ano: 3/2021 - 3/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): HUMBERTO CAMPOS SILVA
ANA LAURA MARUSCHI
Professor(es): ANA PAULA GASPAROTTO PALEARI
JHENIFER PRESCILLA DIAS

Resumo:
O câncer de colo uterino é um dos mais incidentes entre as mulheres do mundo, sendo que tem sua maior incidência entre 45 a 50 anos, destacando-se nos países em desenvolvimento, sendo a quarta causa de mortalidade no Brasil. Em 2018, 6.526 mortes ocorreram devido ao câncer cervical, já em 2020, constatou-se 16.710 casos novos no Brasil. No município de Jaú-SP, as taxas de incidência deste câncer registram cerca de 11,5 casos por 100 mil mulheres. Este projeto tem como objetivo descrever o perfil epidemiológico e analisar a sobrevida de mulheres com câncer do colo do útero, na cidade de Jaú-SP, entre os anos de 1996 e 2020. Serão selecionados dados provenientes das bases de dados do Registro de Câncer de Base Populacional (RCBP), disponível para acesso público. As variáveis contempladas serão: idade, etnia, grau de instrução, morfologia, localização, extensão e status vitais. Será realizada uma análise descritiva do perfil epidemiológico de acordo com as variáveis supracitadas e, na sequência, análise de sobrevida pelo estimador de Kaplan-Meier. O risco atribuído a cada variável será modelado utilizando os modelos de riscos proporcionais de Cox. O período de risco será considerado entre a data do diagnóstico e a data do óbito ou do último contato. O conhecimento do perfil epidemiológico e sobrevida das mulheres acometidas pelo câncer de colo uterino permitirá que se produza indicadores para auxiliar nas tomadas de decisão e planejamento de ações preventivas em saúde pública, justificando a importância desta pesquisa para a comunidade acadêmica e população em geral.

Protocolo: 6800 Início e Fim: Mês/Ano: 3/2021 - 2/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): MONIQUE DE SOUZA MAIA
BIANCA VICENTE ANASTACI
MARIA EDUARDA BOCHEMBUZIO RIBEIRO
Professor(es): FERNANDA PATARO MARSOLA RAZERA

Resumo:
O câncer de mama é a neoplasia mais prevalente entre mulheres atualmente. O seu desenvolvimento está relacionado com condições genéticas, longa duração entre menarca e menopausa, exposição a estrogênios, lesões proliferativas atípicas e história familiar de parentes de primeiro grau. A estimativa para os anos de 2020 a 2022 é de 66.280 casos, sendo o segundo mais prevalente e em 2016, a sobrevida global foi de 56,3 em 10 anos na região Sudeste. Este projeto tem como objetivo descrever o perfil epidemiológico e analisar a sobrevida de mulheres com câncer de mama, na cidade de Jaú-SP, entre os anos de 1996 e 2020. Serão selecionados dados provenientes das bases de dados do Registro de Câncer de Base Populacional (RCBP), disponível para acesso público. As variáveis contempladas serão: idade, etnia, grau de instrução, morfologia, localização, extensão e status vitais. Será realizada uma análise descritiva do perfil epidemiológico de acordo com as variáveis supracitadas e, na sequência, análise de sobrevida pelo estimador de Kaplan-Meier. O risco atribuído a cada variável será modelado utilizando os modelos de risco proporcionais de Cox. O período de risco será considerado entre a data do diagnóstico e a data do óbito ou do último contato. O conhecimento do perfil epidemiológico e sobrevida das mulheres acometidas pelo câncer de mama permitirá que se produza indicadores para auxiliar nas tomadas de decisão e planejamento de ações preventivas em saúde pública, justificando a importância desta pesquisa para a comunidade acadêmica e população em geral.

Protocolo: 6801 Início e Fim: Mês/Ano: 3/2021 - 2/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): MARIA FERNANDA MISQUIATTI SETTE
THAYNA FLORO FERREIRA
Professor(es): FERNANDA PATARO MARSOLA RAZERA

Resumo:
O câncer representa um problema de saúde pública mundial configurando-se entre as doenças crônicas não transmissíveis, ficando na segunda colocação como um dos mais prevalentes. O câncer de pulmão se trata da neoplasia mais diagnosticada correspondendo a 11 a novos casos de 2018. Acredita-se que o seu desenvolvimento esteja associado ao consumo dos derivados do tabaco em cerca de 85 dos diagnósticos. A estimativa de novos casos para o ano 2020 é de 30.200, sendo 17.760 para homens e 12.440 para mulheres, e sua taxa de mortalidade correspondeu a 28.717 casos, sendo 16. 371 homens e 12.346 em mulheres no ano de 2018. Este projeto tem como objetivo descrever o perfil dos pacientes com o câncer de pulmão, na cidade de JaúSP entre os nãos de 1996 e 2000. Serão selecionados dados provenientes das bases de dados do registro de câncer de base populacional (RCBP) disponível para acesso público. As variáveis contempladas serão: idade, etnia, grau de instrução, morfologia, localização, extensão e status vitais. Será realizada uma análise descritiva do perfil epidemiológico de acordo com as variáveis supracitadas e, na sequência, análise de sobrevida pelo estimador de Kaplan-Meier. O risco atribuído a cada variável será modelado utilizando os modelos de riscos proporcionais de Cox. O período de risco será considerado entre a data do diagnóstico e a data do óbito ou do último contato. O conhecimento do perfil epidemiológico e sobrevida dos pacientes acometidos pelo câncer de pulmão permitirá que se produza indicadores para auxiliar nas tomadas de decisões e planejamento de ações preventivas de saúde pública, justificando a importância desta pesquisa para a comunidade acadêmica e população em geral.

Protocolo: 6797 Início e Fim: Mês/Ano: 3/2021 - 2/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): JOAO LUCAS CONTADOR FURTADO
HUGO ESTEVES NOBILE
LAIS RESSINETTI DANIEL
Professor(es): FERNANDA PATARO MARSOLA RAZERA

Resumo:
O câncer de próstata, uma das principais neoplasias malignas incidentes na população masculina, compreende uma multiplicação desordenada das células e um aumento exacerbado da próstata, uma glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino e produz parte do sêmen. O desenvolvimento da neoplasia prostática maligna pode ser determinado pela condição em saúde ao qual o homem está inserido e por fatores extrínsecos e intrínsecos, dificultando a procura pelos serviços de saúde e resolução de suas necessidades. Como consequência, pode ocorrer uma diminuição na sobrevida de tais pacientes, além de um aumento nas taxas de incidência desta patologia. Este projeto tem como objetivo descrever o perfil epidemiológico e analisar a sobrevida de pacientes com câncer de próstata, a partir de dados retirados do Registro de Câncer de Base Populacional (RCBP), na cidade de Jaú-SP, entre os anos de 1996 e 2020. As variáveis contempladas serão: idade, etnia, grau de instrução, morfologia, localização, extensão e status vitais. Será realizada uma análise descritiva do perfil epidemiológico de acordo com as variáveis selecionadas e, na sequência, análise de sobrevida pelo estimador de Kaplan-Meier. O risco atribuído a cada variável será modelado utilizando os modelos de risco proporcionais de Cox. O período de risco será considerado entre a data do diagnóstico e a data do óbito ou do último contato. O conhecimento do perfil epidemiológico e da sobrevida dos pacientes acometidos pelo câncer de próstata possibilita a formulação de indicadores que auxiliam nas decisões e planejamento de ações preventivas em saúde pública, justificando, assim, a importância deste estudo.

Protocolo: 6798 Início e Fim: Mês/Ano: 3/2021 - 3/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): GABRIEL JOSE OLLER PEREIRA
JORDANA LEME
SAMYA CARINHATO
Professor(es): FERNANDA PATARO MARSOLA RAZERA

Resumo:
Introdução: a sepse é definida como uma disfunção orgânica potencialmente fatal e considerada um problema de saúde pública em todo o mundo, apresentando altos índices de morbimortalidade e elevados custos de tratamento, sobretudo em unidades de terapia intensiva (UTIs). Os múltiplos mecanismos imunossupressores do câncer aumentam o risco de evolução para quadros sépticos e a necessidade de internação. O diagnóstico precoce, vinculado ao início imediato de seu tratamento, são indispensáveis para melhor evolução clínica dos sintomas. Objetivo: descrever o perfil epidemiológico de pacientes oncológicos com sepse e/ou choque séptico internados em uma unidade de terapia intensiva. Método: trata-se de um estudo do tipo transversal, retrospectivo, voltado ao delineamento da sepse em pacientes oncológicos. Para tal, serão analisados 385 prontuários médicos dos últimos cinco anos de pacientes oncológicos adultos admitidos na UTI com diagnóstico de sepse e/ou choque séptico, no período de agosto a dezembro de 2021. A operacionalização do estudo ocorrerá mediante utilização de um instrumento de coleta de dados, construído de acordo com as diretrizes da Surviving Sepsis Campaign e conhecimentos prévios da equipe de pesquisa, submetido à validação de aparência através de uma escala de opinião quanto a clareza, abrangência e pertinência de suas variáveis, por peritos no assunto. O instrumento aborda dados sociodemográficos, do período de internação e antecedentes pessoais dos pacientes, seguidos por informações referentes ao diagnóstico e tratamento da sepse. A associação entre comorbidade e mortalidade encontrada na população estudada, será analisada por meio do teste X2 (qui-quadrado), adotando-se um nível de significância de 5 O software utilizado para o cálculo estatístico é o SPSS (IBM).

Protocolo: 6835 Início e Fim: Mês/Ano: 5/2021 - 6/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): TIAGO PASCOLAT CASTRO
ANA CAROLINA MESCHIERI
MARA BEATRIZ AMANTE
MICHELE PI CHILLIDA
Professor(es): SUELEN ALVES CRESTE MARTINS DA COSTA
VINICIUS CORALINO DOS REIS PEREIRA

Resumo:
A Leucemia Linfocítica Crônica (LLC) é uma patologia clinicamente heterogênea, apresentando-se como uma neoplasia hematológica oriunda de uma linhagem de linfócitos B maduros CD5+. De modo geral, é classificada em dois diferentes subgrupos que podem ou não expressar um gene mutado da região variável de cadeia pesada de imunoglobulina (IGHV), sendo que as células que não expressam esta mutação estão relacionadas à maior agressividade da doença. Na LLC a transformação celular se inicia por uma alteração específica no genoma que inibe a apoptose de células B clonais, acumulando-se no sangue periférico, medula óssea, nódulos linfáticos e baço, ocasionando distúrbios do sistema imunológico, tanto na resposta imune inata quanto na adaptativa, o que pode levar a infecções secundárias e à imunossupressão nos estágios iniciais, representando alto índice de morbimortalidade para os pacientes. Interessantemente a proliferação acontece em pequenos agrupamentos de linfócitos nos nódulos linfáticos ou na medula óssea denominados Centros Germinativos Pseudofoliculares, onde a interação com outras células, principalmente células do sistema imunológico, podem alterar o curso da doença. De fato, os linfócitos T CD4+ apresentam alterações no perfil fenotípico, expressando marcadores de supressão, relacionando-se com estágios mais avançados da doença. Uma vez que macrófagos e principalmente as células dendríticas (DC) podem direcionar o perfil dos linfócitos T (CD4+ e CD8+) e sabendo-se que essas podem ser oriundas da diferenciação de monócitos, hipotetizamos que a melhor compreensão do perfil fenotípico destas células precursoras nos estágios iniciais da doença poderia trazer informações agregadoras sobre a evolução da doença, bem como a influência sobre a expressão de moléculas de ativação/supressão em linfócitos T CD4+ e T CD8+.

Protocolo: 6839 Início e Fim: Mês/Ano: 4/2021 - 3/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): LETICIA GREGOLIN DO NASCIMENTO
LIVIA BERTOZZO MARCELINO DA SILVA
ANNA CAROLINE BORGES SOUZA
Professor(es): CLAUDIO LERA ORSATTI
GRAZIELA GORETE ROMAGNOLI CASTILHO

Resumo:
O interesse nas terapias naturais e o uso de medicamentos fitoterápicos pela população expandiram consideravelmente nos últimos anos, por conta da insatisfação com as terapias convencionais e por conta da retomada dos conhecimentos tradicionais associados a biodiversidade. Dessa forma, os óleos essenciais desempenham um papel fundamental na defesa contra microrganismos, desempenhando ação antibacteriana e/ou antifúngica. Embora os atuais antifúngicos locais e sistêmicos sejam variáveis, o arsenal terapêutico ainda é muito limitado e há uma perceptível necessidade de novos antifúngicos, mais eficazes e menos tóxicos. Dessa forma, este estudo tem como objetivo realizar screening da atividade antifúngica in vitro de óleos essenciais frente as cepas de Candida albicans e Trichophyton rubrum. Para isso, será verificada a atividade antifúngica dos óleos essenciais comerciais de Eucalyptus globulus, Caryophillus aromaticus L., Cymbopongon martinii, Melaleuca alternifólia, Rosmarinus officinalis por meio da técnica de difusão em ágar (disco-difusão) e será determinada a concentração inibitória mínima (CIM) e a concentração fungicida mínima (CFM) dos óleos essenciais adquiridos frente aos fungos em estudo. Espera-se encontrar efeitos antifúngicos in vitro nos óleos essenciais testados e uma baixa concentração inibitória mínima para o dermatófito e para a levedura, para poder ser considerado como um potencial produto com propriedades antifúngicas para o tratamento de dermatofitoses e micoses como a candidíase, sem associação a outros fármacos sintéticos.

Protocolo: 6727 Início e Fim: Mês/Ano: 3/2021 - 2/2022 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): MARIA LUISA LOPES
LIDIA BRAZ FERNANDES
Professor(es): ELIS MARINA TURINI CLARO

Resumo:
O presente projeto tem como objetivo principal determinar o perfil clínico, metabólico e imunológico do plasma de pacientes diagnosticados com acidente vascular encefálico (AVE) isquêmico e/ou hemorrágico aterosclerótico a fim de identificar metabólitos que possam ser usados como marcadores para prognóstico do evento isquêmico. Trata-se de estudo clínico, analítico e transversal. O grupo populacional será constituído de pacientes atendidas no pronto socorro da Santa Casa de Jaú-SP com diagnóstico de AVE. Serão incluídos no grupo de estudo homens e mulheres maiores de 18 anos com: diagnóstico de AVE: isquêmico ou hemorrágico, independente de antecedente pessoal de doença cardiovascular e maiores de 18 anos. Serão coletados: idade, sexo, etnia, estado civil, nível educacional, tabagismo, uso ou não de terapia de hormonal (TH), história pessoal de doença cardiovascular (DCV), hipertensão arterial sistêmica (HAS), diabetes, dislipidemias, nível de atividade física e pressão arterial. Todos os pacientes serão submetidos à exames bioquímicos básicos e exames de imagens complementares quando necessário padrão para diagnostico de AVE. Para determinação das concentrações plasmáticas inflamatórias será analisado as citocinas: IL-6, IL-10 e TNF&#945; que serão empregados pela técnica de ELISA (Enzime-Linked ImmunoSorbent Assay), em fase sólida. AVE são um problema de saúde pública, na qual, a identificação dos indivíduos assintomáticos, que estão mais predispostos é crucial na prevenção efetiva com a correta definição de metas terapêuticas, assim, espera-se encontrar elevada correlação e associação das citocinas na população estudada, fornecendo dados para uma maior e melhor identificação desses indivíduos.

Protocolo: 6710 Início e Fim: Mês/Ano: 5/2021 - 2/2022 Programa: PPD - Projeto de Pesquisa Docente/PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): BEATRIZ ROBERTA DA SILVA
BEATRIZ MACACARI
BRUNO DEZIDERIO MENDONCA
Professor(es): CLAUDIO LERA ORSATTI
JONAS BERNARDES DE LIMA FILHO
GRAZIELA GORETE ROMAGNOLI CASTILHO
VINICIUS CORALINO DOS REIS PEREIRA

Resumo:
Este Projeto de Iniciação Científica tem como objetivo principal analisar como a comunidade LGBTQIA+ foi retratada pelo desenho animado Steven Universo. Para tanto, serão consultados todos os episódios dessa produção audiovisual, por meio do serviço de streaming do canal televisivo Cartoon Network. Posteriormente, o material coletado será confrontado com a bibliografia específica e serão enriquecidos de espessura historiográfica, para que seja possível analisá-los de forma crítica. A pesquisa dessa produção audiovisual com grande audiência no Brasil, sobremaneira entre o público jovem, possibilitará trazer a lume férteis dados sobre sua contribuição para diminuição das variadas formas de violência sofridas pela comunidade, e, consequentemente, para melhoria da qualidade de vida dessa parcela da população.

Protocolo: 6664 Início e Fim: Mês/Ano: 1/2021 - 11/2021 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): FELIPE ROSA DE FREITAS
Professor(es): EDUARDO AMANDO DE BARROS FILHO

Resumo:
Dores de cabeça está estabelecida como a principal causa de deficiência no mundo entre os menores de 50 anos. Estima-se que afete cerca de 11 dos adultos, com grande impacto naqueles com idade entre 25 e 55 anos, o que, consequentemente, leva à alta carga de cefaleia em indivíduos, comunidades, sistemas de saúde e sociedades. Dores de cabeça são 2 a 3 vezes mais comum em mulheres do que em homens. Essa taxa elevada está relacionada com ciclo menstrual e possivelmente com um quadro de hipovitaminose D. Os hábitos alimentares e os nutrientes e rotina de estudos têm sido associados à dores de cabeça. As evidências emergentes mostraram efeitos promissores da vitamina D nas características das dores de cabeça. Desta forma o presente projeto tem como objetivo avaliar a frequência de cefaleia ou migrânea com ciclo menstrual, níveis de vitamina D em universitárias. Trata-se de um projeto de estudo de coorte transversal, para avaliar frequência de cefaleia ou migrânea com ciclo menstrual e níveis de vitamina D em universitárias. O grupo populacional será constituído de mulheres estudantes do curso de medicina da Faculdade de Medicina de Jaú e Presidente Prudente - UNOESTE da cidade de Jaú e Presidente Prudente/SP. Um total de 100 participantes por campus serão necessários para a significância estatística. Serão incluídas mulheres estudantes universitárias com idade mínima de 18 anos e que aceitarem participar da entrevista inicial. Serão obtidos dados clínicos através de entrevista, dados para avaliação antropométrica: peso, altura, índice de massa corpórea (IMC= peso/altura2) e circunferência da cintura e será realizada avaliação do perfil lipídico e glicídico pela mensuração do colesterol total, HDL, LDL, HDL, triglicerídeos, glicemia de jejum e vitamina D.

Protocolo: 6588 Início e Fim: Mês/Ano: 4/2021 - 11/2021 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): MARIANA MACHADO ROQUE
LETICIA ISPER
KAREN VALEDORIO ZOLA
JOVYNE KAROLLYNA KALESKI VICENTE DA SILVA
Professor(es): NILVA GALLI
CLAUDIO LERA ORSATTI
JONAS BERNARDES DE LIMA FILHO
VINICIUS CORALINO DOS REIS PEREIRA

Resumo:
A emergência de cepas bacterianas multirresistentes é um fenômeno alarmante que representa um problema de saúde pública mundial, sendo atualmente a resistência bacteriana aos antibióticos um dos problemas mais relevantes. Com isso, combinações de múltiplas drogas estão sendo utilizadas no combate à disseminação de bactérias patogênicas resistentes a antibióticos. No entanto, a utilização incorreta desses antibióticos fez com que algumas bactérias fossem selecionadas, deixando apenas as resistentes aos agentes antimicrobianos, com o consequente surgimento de resistência aos antibióticos. Assim, esse trabalho tem como objetivo estudar a resistência bacteriana frente aos antibióticos cefalexina, cefepime, claritromicina, gentamicina, ciprofloxacino e imipenem, além de avaliar comparativamente as atividades decorrentes da associação entre os antibióticos frente às cepas de Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Pseudomonas aeruginosa. Também será analisada a sensibilidade dessas cepas a agentes químicos controladores do crescimento (desinfetantes hospitalares). Para isso, será determinada a Concentração Inibitória Mínima (CIM) pelo método de microdiluição em caldo para cada uma das amostras selecionadas. Posteriormente, com base nos valores das CIMs, será avaliado o efeito antimicrobiano da combinação das drogas pelo método de modulação. Ao final, por meio do ensaio de disco-difusão será avaliada a atividade bactericida de alguns desinfetantes hospitalares contra as cepas estudadas. Pretende-se assim encontrar a CIM de cada bactéria analisada e, concomitantemente, espera-se verificar se a associação entre os antibióticos pode demonstrar efeitos sinérgicos e consequentemente diminuição da resistência microbiana, pois tal evento pode indicar que alguns dos antibióticos agem em diferentes alvos, melhorando a capacidade antibacteriana. Posteriormente, espera-se analisar o potencial de ação dos desinfetantes para determinar qual concentração é considerada melhor para retardar ou inativar o crescimento dos microrganismos testados in-vitro.

Protocolo: 6363 Início e Fim: Mês/Ano: 8/2020 - 8/2021 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): LUIS RUEDA DORTE JUNIOR
Professor(es): CELSO ACACIO RODRIGUES DE ALMEIDA COSTA
ELIS MARINA TURINI CLARO

Resumo:
O objetivo do presente estudo será avaliar o efeito da suplementação isolada de vitamina D (VD) sobre o perfil de interleucina33 (IL-33) em mulheres na pós-menopausa. Será conduzido ensaio clínico, duplo-cego, placebo-controlado envolvendo 160 mulheres com idade entre 50-65 anos e amenorréia &#8805; 12 meses. Serão excluídas mulheres com histórico de doença cardiovascular, diabetes insulino dependente, doença renal crônica, doença hepática, doença autoimune, disfunção da paratireóide e usuárias de doses farmacológicas de VD. As participantes serão randomizadas em dois grupos: grupo VD, ingestão de colicalciferol 1.000 UI/dia via oral (n=60) ou grupo placebo (n=60). O tempo de intervenção será de 10 meses, com avaliações nos momentos, inicial e final. Para avaliação do perfil da citocina IL-33. Os valores séricos de 25-hidroxivitamina D [25(OH)D] serão mensurados por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). A análise estatística será por Intenção de Tratamento (ITT), empregando-se medidas repetidas por meio da Distribuição Gama seguido do teste de comparação múltipla de Wald.

Protocolo: 6241 Início e Fim: Mês/Ano: 8/2020 - 5/2021 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): THAIZ GEOVANA BEZERRA
Professor(es): CLAUDIO LERA ORSATTI

Resumo:
Este Projeto de Iniciação Científica tem como objetivo principal analisar como o transplante de medula óssea (TMO) foi tratado pela revista Veja, desde o início da revista, em 1968, até o final de 2019. Apesar dos primeiros estudos sobre o TMO serem anteriores ao início da circulação da revista, ele vai começar a ser tratado efetivamente, no Brasil, na década de 1970. Para tanto, serão consultadas, por meio do Acervo Digital da revista Veja, todas as matérias que fazem referência ao TMO, de 1968 a 2019. Posteriormente, o material coletado na revista será confrontado com a bibliografia específica sobre TMO e serão enriquecidos de espessura historiográfica, para que seja possível analisá-los de forma crítica. Por tratar-se de um dos meios de comunicação mais lidos durante todo o período, esta pesquisa possibilitará trazer a lume férteis dados e analises sobre a relação entre mídia e saúde no Brasil contemporâneo.

Protocolo: 6107 Início e Fim: Mês/Ano: 8/2020 - 3/2021 Programa: PEIC - Programa Especial de Iniciação Científica
Aluno(s): SUZANA GARCIA RIBEIRO
Professor(es): EDUARDO AMANDO DE BARROS FILHO
Alguma mensagem